0

Teste de Software - Estudo Dirigido

#Testes unitários
Gustavo Santos
Gustavo Santos

Tópico I - Introdução


O teste de software nada mais é do que “a arte de investigar o software para garantir que sua qualidade esteja de acordo com os requisitos do cliente”. O teste de software é realizado de maneira sistemática para avaliar o sistema, com o objetivo de encontrar defeitos e inconsistências. Conforme a tecnologia avança, vemos que tudo está sendo digitalizado. Você pode acessar seu banco online, fazer compras no conforto da sua casa ou chamar um “UBER”. Você já se perguntou o que aconteceria se esses sistemas apresentassem defeitos? Um pequeno defeito pode causar grandes prejuízos materiais e imateriais. É por esse motivo, que os testes de software emergem como um campo poderoso e necessário no mundo da TI.

 

 Metodologia de Teste de Software segundo a Engenharia de Software

 


Embora, como outros produtos, o software nunca sofra com desgastes como a corrosão, podem ocorrer erros de design que irão atrapalhar a vida útil do software, se estes erros não forem detectados. Testes regulares garantem que o software seja desenvolvido de acordo com os requisitos do cliente. No entanto, se o software é enviado com bugs embutidos, você nunca saberá quando eles poderão ocorrer. Escanear milhares de linhas de código para corrigir um bug não é tarefa fácil . Você nunca sabe se ao consertar um bug, poderá introduzir outro bug, inconscientemente, no sistema.

 

 Resumindo:

1. O teste de software é necessário para verificar a confiabilidade do software;

2. O teste de software garante que o sistema esteja livre de bugs que possam causar qualquer tipo de falha no sistema;

3. O teste de software garante que o produto está de acordo com os requisitos do cliente;

4. É necessário ter certeza de que o produto final é amigável;

5. O software é elaborado por uma equipe de desenvolvedores , todos com diferentes pontos de vista e abordagens. Mesmo uma pessoa com muita experiência pode cometer erros. O teste de software deverá ser incorporado em todo ciclo de desenvolvimento para corrigir esses erros e manter o padrão de qualidade do sistema sem a ocorrência de falhas.

  

REFERÊNCIAS:

1. https://www.test-institute.org/

2. BARTIÉ, Alexandre. Garantia da qualidade de software. Elsevier, 2002.

3. PRESSMAN, Roger. Engenharia de Software. São Paulo: Makron Books, 2002.

 

 

 

 

 

 

 

 

0
11

Comentários (0)

None

Brasil