1

Tecnologia na Favela. Os Erros das empresas que fazem ações de diversidade e inclusão.

#HTML
M
Márcio Bernadino

A Tecnologia que transforma vidas!


Eu acredito que por meio da tecnologia é possível compartilhar informação, levar conhecimento para desenvolver o auto empoderamento das pessoas, principalmente da população periférica que é a que mais sofre com a desigualdade social no Brasil.


Para levar a tecnologia para as favelas do Brasil é preciso ter uma comunicação transparente e objetiva, nos dias atuais nos deparamos com diversos jovens frustrados por não terem conhecimentos básicos com a tecnologia e assim afastando eles cada vez mais do mercado de trabalho, isso acontece porque muitos desses jovens fazem bicos o dia inteiro para ter uma renda para comprar comida para dentro de casa. Dentro das periferias faltam iniciativas espaços seguros com estrutura a onde os jovens possam se reunir para assistir uma palestra sobre tecnologia, sobre mercado de trabalho, sobre protagonismo etc.


Mesmo antes da pandemia da covid-19 vimos diversas plataformas de cursos gratuitos online nas áreas de programação, finanças etc, com a pandemia os números de plataformas onlines oferecendo cursos gratuitos aumentou de uma forma assustadora, mas por que os jovens de baixa renda não estão sendo impactados por essas ações ?


Acredito que para resolvermos o problema precisamos de muito mais que somente criar plataformas de cursos gratuitos, precisamos desenvolver ações que se encaixem com as realidades dos jovens das periferias, muitas empresas criam diversos tipos de programas de diversidade e inclusão mas elas acabam esquecendo do essencial que é ter uma comunicação clara com os jovens que serão o público alvo dessas ações.

Primeiro passo para se comunicar com os jovens é criando empatia, palavra simples e que muitas pessoas não sabem o verdadeiro significado, muitos jovens antes da pandemia iam para as escolas para comerem porque a situação na casa deles são difíceis, com a pandemia a situação ficou mais critica, muitos jovens estão expostos a criminalidade, quando a fome bate a opção parar mata-la é o dinheiro fácil, e muitas vezes o dinheiro fácil vem das ações do mundo do crime.


Muitas empresas fazem ações de diversidade e inclusão, mas depois de alguns meses esquecem desses projetos e deixam os jovens de lado causando um sentimento de frustração, pois parece que as empresas querem informação da população de baixa renda para utilizar para mostrar pra sociedade que estão fazendo alguma coisa mas na verdade não estão fazendo nada.


A solução para isso é manter firme e forte as ações de diversidade e inclusão, dar oportunidades para os jovens que estão em estado de vulnerabilidade social a conhecer tecnologias, para aprenderem a programar, desenvolver sites, app, etc. Tornar os ambientes das empresas em um local seguro a onde os jovens possam compartilhar seus sentimentos e assim criando uma convivência saudável dentro das empresas.

2
18

Comentários (2)

0
Fabiana Farias

Fabiana Farias

25/03/2021 22:08

Importante discussão! A primeira dificuldade é o acesso mesmo. Internet rápida ainda é uma realidade distante da periferia, bem como o acesso a computadores. Em tempos de aulas remotas isso fica ainda mais evidente. Aqui no ES, por exemplo, muitos alunos precisaram continuar frequentando a escola por não ter acesso a internet, espaço e silêncio para estudar e claro: alimentação.

0
L

Lincon Silva

25/03/2021 21:26

Gente, desculpa está perguntando aqui, mas não estou conseguindo postar um artigo. Quando eu clico em "postar" fica carregando mas nunca posta. Alguém sabe o motivo?

None

Brasil