0

Sobre minha rotina de estudos - Transcrição

Francisco Júnior
Francisco Júnior

As vezes alguns amigos me questionam sobre o meu método de estudo para aprender uma nova tecnologia ou assunto de meu interesse. Como um bom nerd, a única resposta é: ame os livros em seus mais diversos formatos.

Eu mantenho há alguns anos uma rotina diária, isso mesmo, diária de estudo. O que é bastante útil em minha carreira como cientista da computação. A única constante em nossa área é que as coisas estão sempre acontecendo e a uma velocidade enorme.

Quando aluno na faculdade, eu nem sempre tinha forças para dar o meu melhor, porque assim como muitos dos meus amigos, eu trabalhava duro durante o dia, estudava a noite e ainda tinha que cuidar da família, que é um dos pilares mais fortes em minha vida. Não fui o aluno com um índice de rendimento acadêmico excelente. Para falar a verdade, passei longe disso, não valorizando um investimento caro que eu mesmo custeava. Talvez, apesar de adulto, ainda não era maduro o suficiente para o peso da minha escolha como formação.

Antes de concluir meus estudos eu tive uma pausa grande. Enfrentei um processo depressivo severo, onde tive que optar por dar uma pausa na escrita da monografia para aliviar um pouco a carga. Não funcionou! Fiquei 4 anos esperando essa melhoria. Tempo esse que poderia ter aproveitado de outras formas, como cursando outra graduação, ou fazendo uma pós, como um mestrado (porque não?). Mas eu não tinha forças.

Os anos passaram e eu me lembrei de uma promessa feita por mim no ano de 2001, onde abri mão de um concurso nacional, que assegurava minha vida, como empregado federal (Marinha do Brasil): eu havia prometido que nunca iria desistir de algo que eu tivesse iniciado.

Arrumei forças e fui à faculdade. Enfrentando crises terríveis de pânico. Minha esposa segurando minha mão, para que eu tivesse forças para dar o passo-a-diante.

Tomei as rédeas da minha vida e encarei aquilo. Consegui um orientador, um dos melhores, para não ser injusto com outros colegas de profissão. Ele disse: Iratuã, você vai conseguir.

Escrevi sobre um framework que sou completamente apaixonado até hoje (Grails) e que tive a oportunidade de ajudar a divulgar aqui em Fortaleza, onde resido. Como gostava do assunto e conhecia a filosofia do Grails, mergulhei de cabeça no conteúdo e em pouco tempo o texto estava pronto.

Defendi a monografia, com sérios ataques de pânico, ao ponto de travar minha fala em muitos momentos, mas consegui a obtenção do grau de bacharel em Ciências da Computação.

Mas o que isso tem a ver com uma rotina saudável de estudos? Tudo! Eu me lembrei de algo que sempre esteve presente em mim: desde pequeno eu era chamado de cientista maluco, de professor Pardal, de Doc. Emmett Brown e que meus lazeres sempre foram ligados à criar algo.

Estudar sempre esteve presente em mim, mas eu não sabia direcionar isso. Aprendi e hoje eu mantenho uma rotina saudável de estudo de, não mais que três horas de estudos, com intervalos de 10 minutos a cada 50 de conteúdo. Pausa para um café, um suco, ida ao banheiro. Qualquer coisa que me ajude reconhecer que aquilo seria uma pausa.

Sou bastante feliz com esse método. Eu consigo estudar, consigo trabalhar com algo que amo, consigo aprender (o que nunca deixarei de fazer) e consigo ensinar, quando me é solicitado.

Enfim amigos, fica uma reflexão: é uma escolha por um bom hábito, mas não vire um obcecado, pois sempre haverá conteúdo para aprender, sempre haverá alguém mais inteligente que você. Não trata-se de uma competição e sim de uma paixão por aprender coisas novas.

[]'s meus queridos e deixo com vocês uma canção que fala muito à minh'alma: Escutem Spread Your Wings, escrita pelo baixista John Deacon, da banda Queen. Ela é incrível.


0
0

Comentários (2)

0
Rogério Anjos

Rogério Anjos

27/03/2021 18:32

Caro Francisco,

me identifico com você. E corroboro, nosso aprendizado nunca termina (ainda bem).


Um abraço.


0
Carlos Silva

Carlos Silva

27/03/2021 18:27

Fracisco Júnior,

Muito legal sua história e testemunho e história de vida, parabéns pelo empenho, persistência e dedicação.

Me vejo em alguns pontos da sua história, e fiz dos estudos e dos livros minha maior arma para chegar aos resultados que estabeleci para minha vida.


E como você mencionou, o planejamento e foco é a chave para blindar a nossa mente das distrações e perdas.


Sucesso,

Um apaixonado por gerar valores

Brasil