0

Segurança de API: práticas recomendadas para garantir a segurança das suas APIs

Guilherme Neto
Guilherme Neto

Você provavelmente não guarda suas economias debaixo do colchão. A maioria das pessoas mantém seu dinheiro em um ambiente confiável, geralmente um banco, e usam métodos independentes para autorizar e autenticar pagamentos. A segurança de APIs é assim. É necessário ter um ambiente confiável com políticas de autenticação e autorização.

Algumas das maneiras mais conhecidas de fortalecer a segurança de APIs são:

  • Usar tokens: estabeleça identidades confiáveis e controle o acesso a serviços e recursos usando tokens atribuídos a essas identidades. 
  • Usar criptografia e assinaturas: criptografe os dados usando métodos como o protocolo TLS descrito acima. Exija o uso de assinaturas para garantir que apenas os usuários certos descriptografem e modifiquem os dados.
  • Identificar vulnerabilidades: monitore os componentes de sistema operacional, rede, drivers e APIs. Saiba como tudo isso funciona junto e identifique os pontos fracos que podem ser usados para invadir as APIs. Use sniffers para detectar problemas de segurança e rastrear vazamentos de dados.
  • Usar cotas e limites: estabeleça cotas de chamadas de API e monitore o histórico de uso. Um número elevado de chamadas de uma API pode indicar abuso. Isso também pode significar um erro de programação, como realização de chamadas de API em loop infinito. Crie regras de limitação para proteger as APIs contra ataques de DNS e picos de serviço.
  • Usar um gateway de API: os gateways de API funcionam como o principal ponto de controle do tráfego de API. Um bom gateway permite autenticar o tráfego, bem como controlar e analisar o uso das APIs.


0
0

Comentários (0)

Passei parte de minha vida trabalhando como comerciante e tambem agricultor

Brasil