0

Requisitos e Regras de negócio

Eduardo Murakoshi
Eduardo Murakoshi

Para ser um excelente profissional na área de TI, não basta simplesmente ter o conhecimento de tecnologias e como desenvolver produtos através delas, é preciso também saber criá-los de acordo com as necessidades dos clientes, que são as funcionalidades que atendam três fatores importantes: Requisitos funcionais e não funcionais e Regras de negócio. No mundo acadêmico muitos estudantes de desenvolvimento de software, por exemplo, confundem na hora de identificar o que cada necessidade representa e este artigo tem como objetivo ajudar a desmistificá-las de uma forma mais simples, através de exemplos reais.

Os requisitos em geral são aqueles que irão agregar valor muito mais ao produto em si, ou seja, não gera muito impacto ao negócio e aos usuários que irão usufruí-lo, ao contrário das regras de negócio, como o próprio nome diz. Identificá-los é mais simples aprendendo na prática do que simplesmente fixar na teoria. Por isso, muitas empresas, na hora de contratar um profissional, com nível de senioridade Jr, exigem um tempo mínimo de dois anos de experiência no mercado.

Começando pelo requisito mais simples dentre os três, os requisitos não funcionais que são as limitações do software, ou sistema ou produto em geral, e geralmente são eles que explicam o que é possível ou não fazer. Um excelente exemplo é o software para análise de dados Power BI da Microsoft, pois um dos seus requisitos não funcionais é que só é possível executá-lo em computadores que usam sistema operacional windows. Quando um responsável pela criação do produto decide quais tecnologias usará, já está descrevendo os requisitos não funcionais, como por exemplo, o gerenciador de banco de dados MySQL para gerenciamento de dados. Então geralmente os requisitos não funcionais são definidos pelo time de desenvolvimento e isso acontece, principalmente, quando o cliente contratante do serviço é completamente leigo nessa área.

Os requisitos funcionais e as regras de negócio são os que mais confundem a mente dos estudantes pois, muitas vezes, ambos não são muito bem descritos e definidos. O que acontece muito no mercado é que, a maioria dos clientes não sabem o que realmente querem, o que acaba gerando muitos problemas na hora da entrega final. Mas como já explicado anteriormente, os requisitos agregam mais valor ao produto, o que não quer dizer que não agregam ao negócio, apenas não o atende por completo. Vejamos um exemplo mais comum no mercado descrito a seguir: “O site Vacine já deve permitir o cadastro de pessoas físicas e para toda pessoa cadastrada, deve ser salvo o nome, data de nascimento, endereço residencial, etc.” Nesta descrição podemos definir o requisito funcional, que é o ato do cadastro de pessoas físicas e tem como regras de negócio as informações que deverão ser salvas no sistema. O simples ato de cadastrar as pessoas físicas não irá agregar valor ao negócio mas as informações que serão armazenadas sim. Imaginem se o governo do estado não tivesse as informações mínimas de cada pessoa que iria vacinar, como seria possível ter o controle da vacinação? Se o que já foi comprado atende ou se será necessário comprar mais vacinas a curto prazo? Portanto as regras de negócio, geralmente, os clientes devem definir o que um software, sistema ou produto deve fazer, pois eles que, teoricamente, sabem o que irá agregar valor aos seus negócios, o que infelizmente muitas vezes não acontece.

Um profissional que consiga atender tanto o desenvolvimento de um software ou sistema, quanto entender esses conceitos de requisitos e regras de negócio é o que o mercado mais necessita no momento, embora a grande maioria das empresas não consiga ou não queira pagar um profissional que atenda efetivamente essas habilidades. Por isso mesmo é necessário investir em um time de desenvolvimento, em que pelo menos dois saibam desenvolver através do uso das tecnologias (um profissional de backend e outro de frontend) e um que cuide em definir o escopo do produto e auxiliar o time na criação, de acordo com os requisitos e regras de negócio, através de modelagens e interações constantes com o cliente para a troca de informações. Este último, em teoria, deve ter um mínimo de tempo necessário em atuação no mercado, para que possa servir de "meio de campo" entre os que estão desenvolvendo e o cliente.

1
50

Comentários (1)

1
Eduardo Murakoshi

Eduardo Murakoshi

21/06/2021 00:14

Quem puder deixar um comentário ou até mesmo uma crítica, para que eu possa melhorar este e outros que eu queira escrever futuramente, agradeço.

None

Brasil