0

Projetos Ágeis com Scrum

Rafael Barbosa
Rafael Barbosa

Quando estamos começando na área de dev, muitas vezes somos bombardeados por diversos termos, muitas vezes sem ter nenhuma ideia sobre o que significam, e Metodologias Ágeis acredito que sejam alguns deles. Quantas vezes nesses meses de estudo eu escutei falar de Metodologias Ágeis, dei uma pesquisada sobre o assunto, mas sem entender muito bem o que eram, continuei minha jornada. Porém, o curso de Projetos Ágeis com Scrum aqui da Dio me iluminou um pouco em relação ao assunto.


Com uma didática simples e com bons exemplos, os professores Thiago Sano e Diego Pereira nos ajudam a começar a caminhar nesse tema. E eu pretendo compartilhar um pouco do que eu aprendi aqui.


O Scrum é um framework de gerenciamento de projetos ágeis. Nos projetos tradicionais o projeto tem o seu desenvolvimento completo para ser entregue, porém, quando utilizamos o Scrum fazemos pequenas e constantes entregas que agregam valor ao negócio.


Deste modo, o projeto é construído por partes e cada parte concluída é um ciclo. Assim, com um escopo adaptável que é definido ao longo do projeto, as mudanças são mais fáceis de serem aplicadas, de acordo com o feedback do cliente, uma vez que o cliente vê o projeto funcionando desde o início e o controle do projeto se dá através das funcionalidades entregues, facilitando também a identificação mais rápida dos erros, já que os ciclos de desenvolvimento são mais curtos.


Os pilares do Scrum são: Transparência, Adaptação e Inspeção. Com isso a comunicação entre a equipe é maior e constante, obter os feedbacks do cliente e se adaptar as mudanças de requisitos fica mais fácil e rápido e a aprendizagem é progressiva durante o desenvolvimento e uso do software.


Entre as razões para se adotar o Scrum, podemos destacar que: o desenvolvimento e a entrega de partes do software se tornam mais ágeis, com a divisão do projeto em partes menores; há um maior comprometimento e transparência entre a equipe, por meio das reuniões diárias; os times são capazes de auto se organizarem, pois as tarefas são de todo o time e todos são responsáveis, aumentando o comprometimento com os resultados; ocorre uma maior valorização para o negócio; os usuários do software estão envolvidos em todo o ciclo; as melhorias são contínuas, com a aplicação das lições aprendidas durante o desenvolvimento.


O time dentro do Scrum é composto por:

·      Product Owner (PO) – uma pessoa que representa a área de negócios, define e prioriza as funcionalidades do software, de acordo com o valor do negócio e garante que o time de desenvolvimento entenda os itens do Backlog no nível necessário;

·      Scrum Master (SM) – não é um gerente de projetos, mas garante o uso correto do Scrum. Atuando como um facilitador, ele auxilia o PO no planejamento e estimativas do Backlog, auxiliando a equipe a remover impedimentos e treinando o time em autogerenciamento e interdisciplinaridade;

·      Time de Desenvolvimento (DEV) – possui as habilidades técnicas para entregar o software funcionando.


Para uma boa utilização do Scrum há algumas cerimônias que devem ser observadas, dentre elas:

·      Sprint – principal evento do Scrum, com duração de 30 dias corridos (ou menos), período em que cada funcionalidade a ser entregue será desenvolvida e é composta de:

o  Planejamento da Sprint – feita no primeiro dia, onde se define o que será feito na sprint e como fazer;

o  Reuniões diárias (Daily Meeting) – reuniões diárias, com duração de no máximo 15 minutos, servem para ajustes em relação ao desenvolvimento;

o  Revisão da Sprint (Review) – realizada no último dia para apresentação do resultado;

o  Retrospectiva da Sprint – onde se discute todos os problemas de desenvolvimento durante a Sprint.


Conhecendo o Scrum, confesso que fiquei com vontade de aprender um pouco mais, pois me pareceu uma forma clara e objetiva de se trabalhar e entregar resultados constantes que façam a diferença, porém, o envolvimento da equipe deve ser primordial para esta forma de trabalhar, pois a cumplicidade entre os integrantes deve ser constante para se alcançar os objetivos.

0
0

Comentários (2)

0
Rafael Barbosa

Rafael Barbosa

12/10/2021 12:02

Obrigado pelo elogio Matheus, é mais um incentivo pra continuar a tentar compartilhar um pouco do que tenho aprendido através dos artigos aqui da Dio.


Se puder faça esse curso de Projetos Ágeis com Scrum aqui da Dio, ele é bem curtinho e abriu bastante a minha mente pro assunto. Ele está na trilha do Bootcamp New Talents Everis, mas acho que tem ele solto pra fazer também na parte de cursos.

0
Matheus Soares

Matheus Soares

11/10/2021 15:57

Incrível, coincidentemente comecei a questionar o que era Metodologias Ágeis depois de começar a estudar, então fui buscar aqui mesmo no fórum da DIO e acabei dando de cara com esse post, muito esclarecedor por sinal, obrigado pelo ótimo trabalho!!!

Software Developer Jr

Brasil