1

Primeiros passos com o PostgreSQL

#PostgreSQL #Banco de dados relacional
Ryam Alves
Ryam Alves

ESTE ARTIGO FOI FEITO BASEADO NO QUE ABSOLVI DOS MEUS ESTUDOS, PEÇO QUE QUEM IDENTIFICAR INCOERÊNCIA NAS INFORMAÇÕES DEIXE SUAS CORREÇÕES/SUGESTÕES.


O PostgreSQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), é uma sistema openSource que também suporta linguagem procedural em Python. Com ele podemos gerenciar banco de dados relacionais, que utilizam o relacionamento entre tabelas para criar uma relação entre os dados destas tabelas. O postgresql utiliza a Structured Query Language (SQL) para realizar ações diretamente nas tabelas, como criar, excluir, buscar dados, entre outros.


Inicialmente é preciso reconhecer o seu sistema operacional e acessar o site oficial do Postgresql: https://www.postgresql.org/download/, seguindo os passos de instalação listados no site, você conseguirá instalar o postgresql na sua máquina.


Quando o banco é instalado também é criado por padrão uma cluster, mas caso não seja criada é possível criar a partir de alguns comandos. No linux ubuntu existem alguns comandos especiais para a manipulação dos clusters, um deles é ps_createcluster -d <diretório> <versão do postgres> <nome>, para criar uma nova cluster e assim começar a criar os bancos de dados. Todos os comandos para gerenciar usuários, clusters e os bancos de dados vão ser sitados mais adiante neste artigo, mas também podem ser encontrados no site oficial do postgresql: https://www.postgresql.org/docs/.


Um cluster é uma forma de agrupar vários bancos de dados que possuem as mesmas configurações como: porta, endereço de acesso, etc.


Após criar a cluster, é preciso configurar algumas informações do bancos como o endereço de acesso, a porta, o número máximo de conexões simultâneas, entre outras. É possível fazer isto editando o arquivo de configuração da cluster, chamado de postgresql.conf, localizado na posta de criação da cluster. Para acessa-lo vai depender do seu sistema e do diretório que você criou, no caso do ubuntu, geralmente pode ser localizado na pasta /etc/postgresql/<versão>/<nome da cluster> ou /var/lib/postgresql/<versão>/<nome da cluster>.


Feito isto, existe também o arquivo pg_hba.conf que está no mesmo diretório citado acima, onde pode ser feito o controle de autenticação dos usuários no seu banco de dados, nele você tem informações como o local do acesso, qual é o banco, qual o usuário pode acessar, o método de autenticação e outras opções de autenticação.


Existem algumas práticas que não são recomendadas para configuração de bancos em produção. É importante setar os endereços de acesso ao banco no arquivo postgresql.conf, no parâmetro listen_addresses, jamais deve ser atribuido o valor '*' (listen_addresses='*'), pois assim o seu banco pode ser acessado de qualquer endereço. Também é importante definir o método de autenticação e o endereço de autenticação, no arquivo pg_hba.conf, para que o filtro de acesso seja ainda maior. Existem diversas configurações de segurança, mas estas são algumas incoerências cometidas principalmente por iniciantes.


Neste mesmo diretório, também está localizado o arquivo pg_ident.conf, onde pode ser feito o mapeamento de todos os usuários do banco. Nele é possível criar um mapeamento e relacionar os usuários do banco com os usuários do sistema operacional.


Para administrar o banco de dados existem alguns comandos, no linux ubuntu, além dos chamados binários, que são os comandos do próprio postgresql, existem alguns comandos específicos como: pg_lsclusters que vai listar todas as clusters existentes no sistema e algumas informações sobre elas, pg_createcluster <diretório> <versão do postgresql> <nome> irá criar uma nova cluster, pg_dropcluster <versão do postgresql> <nome> irá excluir uma cluster, e por fim, pg_ctlcluster <versão do postgresql> <nome> <ação> irá realizar algumas ações no cluster, como iniciar, parar, reiniciar e fornecer o seu status. Em outros sistemas operacionais os comandos são parecidos, mas possuem uma sintaxe diferente, mais especificamente no windows, é possível realizar estas ações via interface gráfica, estas informações estão disponíveis no site oficial do postgresql.

2
17

Comentários (3)

0
Leandro Carvalho

Leandro Carvalho

18/06/2021 17:29

Obrigado pelas dicas de como utilizar o postgresql. Parabéns pelo artigo.

1
Ryam Alves

Ryam Alves

13/06/2021 15:13

Muito obrigado pelo feedback Flávio, vou adicionar suas sugestões, achei bastante enriquecedoras.

2
Flávio Portugal

Flávio Portugal

13/06/2021 13:57

Boa tarde!

Ficou muito bom o seu artigo, principalmente na parte que alerta sobre algumas práticas que não são recomendadas.

Seria bom adicionar nessa parte o parâmetro listen_addresses = '*' do postgresql.conf, para ficar mais claro que o '*' jamais deve ser usado para produção, permitindo acesso ao seu banco de dados para qualquer endereço disponível na internet.

Na parte "Todos os comandos para gerencias", acredito que seria "gerenciar".

Parabéns pelo artigo!

Garoto do interior do Rio Grande do Norte, sonhador e em busca de melhores condições de vida e carreira.

Brasil