0

Por que Continuar? Esqueça tudo agora e permita-se viver!

Fabio Oliveira
Fabio Oliveira

Um questionamento somado a uma afirmativa muito particular para alguns ou para todos. Por muitas ou poucas vezes, somos direcionados a questionamentos diários e afirmativos como a citado no tema. Passar através de indecisões conectadas a ideias internas de quem somos, o que podemos ser e até onde chegar. Baseando-se em uma visão interna do mundo, a ideia central deste texto e abrir a possibilidade de juntos refletirmos sobre a nossa vida, e no que podemos dizer a respeito no futuro pessoal.

Diariamente sou tomado por inúmeros pensamentos limitantes, baseados em um narrativa de responsabilidades de um mundo globalizado que leva me a sentir como dito popular: “que estou com o mundo sobre as contas.”


Estar em uma fase da vida onde o trabalho não faz sentido, que a realidade profissional lhe traz mais infelicidade. Sentir um vazio, como estar fora do seu lugar para quem e precisar mudar é um sentimento que sempre senti. Na adolescência iniciei minha vida profissional, após trabalhei de diversos lugares em ramo diferente e o que eu queria ara apenas existir. Não me fazia ou mesmo não percebia que não estava no caminho que deveria, me entenda, não me sentia perdido, pois não obtinha um alvo, um lugar onde chegar. Os anos foram se passando, a vida adulta logo que fez presente, casamento, filhos e divorcio, problemas do dia a dia me cegavam e não me faziam enxergar que o bem mais precioso era o tempo e que estava passando. Continuara a trabalhar, viver. E só voltava-me aos problemas, esquecia-me que logo ali se faria o futuro e precisava de um objetivo maior.

Estava sempre em tudo, menos em mim, mais tempo passava, ano entrava e ano saia, e continuava vazio. Não que nunca tivesse tentando mudar, mudei. Quando em um determinado momento da vida passei por uma crise violenta onde tirara até mesmo minha vontade de viver. Após bons anos remoendo passado, me martirizando, culpando-me sobre eventos que não poderia controlar, sempre me fazendo réu do meu próprio tribunal.


Deixo a você meu amigo leitor, um conselho: Perdoe-se!! Primeiramente perdoe-se, segundo perdoe alguém ou algo que lhe fez mal no passado ou eté mesmo hoje. Quando nos perdoamos e perdoamos as situações externas, aquele “peso no ombro” instantaneamente sai de você, mas precisa ser algo genuíno. Assim você estará pronto para um nova fase.


O recomeço de tudo, deixado o passado com sua dores para traz, agora é hora de planejar o futuro, lembrar do que passou somente para não cair em novas ciladas, pois essa é a função do passado, que ficou apenas como experiencia de um aprendizado. Com certeza meu amigo, não sei o que esta passando, mas entendo as suas dores e acredito em seu potencial.


Voltando onde quero chegar…

Tomei uma decisão de seguir um caminho, um sonho que tinha como adolescente. Ser o cara que fazia programas incríveis e que mudava o mundo. Entre os anos de 2014 e 2015 iniciei a trabalhar no ramo de gastronomia, fiz cursos para me aprimorar nesta profissão, tinha começado de baixo, e até que tomei a decisão de ir para a área que sonhara um dia, entrou a pandemia comecei estudar logica de programação, linguagem de programação e suas ferramentas e atualmente estou, talvez como você amigo, tentando a primeira oportunidade com 36 anos de idade, com todas as responsabilidades que se possa ter.

Mas o intuito aqui não é parar, quanto mais não receber, mais irá impulsionar para continuar a estudar, não que eu seja um super projeto de programador, pelo contrario já tive vontade varias vezes de desistir. Uma das piores vezes ,foi enviar um código para uma determinada empresa que nem vale o tempo de escrever o nome dela aqui, e a resposta foi que parecia uma criança tentando programar. Fiquei muito desapontado, e por incrível que parece fiquei sem ligar o notebook por três meses. Mas graças a esse experiencia não tão feliz, me fez mais forte. O mais engraçado que estudo, estudo, estudo, estou cheio de certificados, mais a cada entrevista vejo que ainda não chegou a minha hora, que ainda não é a minha vez que a pessoa que conseguiu a vaga mereceu muito mais do que eu, pois ela se esforçou mais e a tenho como meu espelho.

Se para você que começou agora e esta achando difícil, ou pra você que esta a meses estudando realizando até projetos por conta própria e não consegue a sua tão sonhada vaga…

Não desista nunca, nunca mesmo, estude a exaustão, se empenha-se, pois logo, a sua hora vai chegar como a minha também.

0
3

Comentários (1)

2
Thiago Guedes

Thiago Guedes

13/10/2021 08:44

incrível artigo, Fábio! Parabéns pelas palavras e por se desafiar a sair da zona de conforto.

const Desenvolvedor = function BackEnd_NodeJs() => { console.log("Rumo ao SuCesSo!")

Brasil