0

📱 O que significa Android? Conheça dez fatos sobre o sistema do Google

José Salomoni
José Salomoni

Antes de começar o bootcamp Kotlin da DIO / Everis, fui pesquisar sobre a linguagem e comecei pelo Android, que é o sistema operacional. Nas minhas pesquisas encontrei este artigo da TechTudo, escrito por Gabriel Santos em 12/07/2019, que foi muito esclarecedor e tirou minhas dúvidas, por isso reproduzo aqui na integra e espero ajudar quem está começando, como eu.


Introdução


Android é o sistema operacional mais utilizado no mundo atualmente. São mais de 2,5 bilhões de usuários, segundo dados revelados no evento Google I/O de 2019. Durante a conferência anual da empresa, também foi anunciada a versão do sistema do Google, o Android 10 (Q).


Lançado oficialmente em 2008, o Android acumulou muita história, e isso inclui curiosidades que poucas pessoas conhecem. O TechTudo preparou uma lista com dez perguntas e respostas sobre o sistema operacional, incluindo a origem do nome e do famoso robozinho que ilustra a marca.


O mascote do Android foi criado pela designer russa Irina Blok — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo


1. O que é Android?


O Android é um sistema operacional desenvolvido pelo Google para dispositivos móveis. O software é responsável por gerenciar todas as tarefas do seu celular, além de fornecer uma interface visual para que seja possível sua utilização pelo usuário.


2. Como foi criado?


A empresa Android Inc. foi fundada em 2003, na Califórnia, pelos empresários Andy Rubin, Rich Miner, Nick Sears e Chris White. Inicialmente, o sistema operacional seria para câmeras fotográficas, mas esse mercado não era tão grande na época. Por isso, o foco passou a ser dispositivos móveis, rivalizando com o Symbian e o Windows Mobile. Segundo Rubin, a ideia era proporcionar "dispositivos móveis mais inteligentes que estejam mais cientes das preferências e da localização do seu dono".


3. Quando o Google entrou na história?


O Android Inc. só foi adquirido pelo Google em 2005. O sistema foi desenvolvido baseado no kernel do Linux. Entre as promessas estavam a flexibilidade e a atualização do sistema operacional.


4. Como foi a primeira versão?


O Android ganhou um protótipo em 2006 chamado “Sooner”. Ainda não havia uma tela touchscreen e o aparelho contava com um teclado QWERTY. No entanto, ele sofreu alterações para competir com outros dispositivos lançados na mesma época, como o LG Prada e o iPhone, da Apple.


5. Qual foi o primeiro dispositivo a receber Android?


O Android foi revelado ao mundo em 2007 como uma plataforma de código aberto (open source) para dispositivos móveis. O primeiro smartphone disponível comercialmente que recebeu o sistema foi o HTC T-Mobile G1, lançado em 22 de outubro de 2008. O aparelho contava com uma janela de notificações, integração com Gmail e uma central para downloads de aplicativos chamada Android Market.


Primeiro celular com sistema Android foi o HTC T-Mobile G1; aparelho tinha tela deslizante — Foto: Divulgação/T-Mobile


6. Como surgiu o nome da empresa?


O nome do sistema operacional surgiu devido ao amor por robótica do seu criador, Andy Rubin. “Android” foi o apelido que ele recebeu dos colegas e, posteriormente, batizou a empresa. Curiosamente, o endereço "android.com" era o site pessoal de Rubin até 2008.


7. De onde surgiu o robô?


O mascote da empresa foi criado pela designer russa Irina Blok. A inspiração veio dos desenhos que ficam na porta dos banheiros distinguindo o acesso entre o masculino e o feminino. A única exigência da empresa era que a logo fosse um robô. Internamente, esse mascote é chamado de Bugdroid.

Também é possível notar a semelhança entre o robozinho verde e o personagem Android do jogo Gauntlet: The Third Encounter, lançado em 1990 para Atari Lynx.


8. Por que as versões têm nomes de doces?


Você já deve ter percebido que todas as versões do Android têm nomes de doces, seguindo uma sequência alfabética. Oficialmente, a tradição começou a partir do Android 1.5. São eles: Cupcake, Donut, Eclair, Froyo, Gingerbread, Honeycomb, Ice Cream Sandwich, Jelly Bean, KitKatLollipopMarshmallowNougatOreo Pie.

Segundo Randall Sarafa, porta-voz do Google, os nomes surgiram como uma piada interna na empresa, começando com o Android 1.5 Cupcake. Durante a apresentação do Android 4.4 KitKat, em 2013, a empresa explicou que esta tradição ocorre porque os smartphones e tablets com seu sistema adoçam a vida dos usuários.


9. Quais versões foram mais marcantes?


Entre tantas versões, várias delas marcaram época com suas novidades. Um dos destaques fica para o Android 1.5 Cupcake, que introduziu o teclado virtual como conhecemos. O Android 2.3 Gingerbread, primeiro a ter giroscópio, tornou possível usar aplicativos que necessitam do posicionamento do dispositivo ou da identificação de movimento.


O Jelly Bean (4.1, 4.2 e 4.3) teve como destaque o surgimento do Google Now, o assistente pessoal da empresa que permite responder dúvidas e fazer indicações baseadas nas pesquisas e interesses do usuário. O Android 5.0 Lolllipop renovou a interface do aparelho, introduzindo o conceito de Material Design.

O Android 6.0 Mashmallow trouxe o desbloqueio por toque e a mudança dos conectores para o padrão USB-C. O Android 7.0 Nougat foi o primeiro a ter a função de tela dividida, enquanto o Android 10 (Q) inclui suporte para a rede móvel 5G.


10. Além de smartphones e tablets?


O Android tem como foco dispositivos móveis, como smartphones e tablets, mas não é exclusivo para eles. Por ser um sistema aberto e customizável, também está disponível em outros equipamentos eletrônicos. Isso inclui smart TVs (Android TV e Google TV), câmeras fotográficas (Samsung Galaxy Camera) e até mesmo videogames (Ouya).



Referência:

https://www.techtudo.com.br/listas/2019/07/o-que-significa-android-conheca-dez-fatos-sobre-o-sistema-do-google.ghtml




0
0

Comentários (3)

0
José Salomoni

José Salomoni

01/04/2021 11:59

Valeu !!!

0
Jezreel Souza

Jezreel Souza

01/04/2021 11:27

Bahhh, foda demais!

Obrigado por compartilhar, José!!!

0
Hugo Lima

Hugo Lima

31/03/2021 14:15

Massa d+

Trabalhei na área de Desenvolvimento de Sistemas por 29 anos, e atualmente estou me atualizando em novas tecnologias e metodologias, para uma transição de carreira.

Brasil