0

O que é open banking?

Guilherme Neto
Guilherme Neto

Open banking é um termo usado para descrever um modelo de negócios com o uso de APIs para compartilhar dados financeiros entre partes diferentes. Isso inclui o compartilhamento de dados entre provedores de serviços financeiros (como bancos, seguradoras, varejistas etc.) e clientes ou entre pessoas físicas. Esse conceito não se trata de uma tecnologia ou solução específica, mas de uma maneira inovadora de oferecer aos clientes um leque maior de produtos e serviços. Essa nova abordagem está mudando o modelo de negócios adotado pelos bancos, que sempre dependeram de processos analógicos estabelecidos há centenas de anos.

É importante observar que o termo "open" não quer dizer que faltam estruturas ou proteção. Na verdade, isso é uma forma de indicar a troca aberta de informações bancárias digitais com a aprovação do cliente.


Importância e vantagens do open banking

Os clientes querem que seus provedores de serviços financeiros ofereçam soluções aprimoradas. O modelo bancário tradicional está ficando menos relevante no mundo digital de hoje. O open banking ajuda a modernizar transações digitais, fortalece a segurança de dados financeiros on-line e tem o potencial para mudar a maneira como as pessoas interagem com instituições financeiras. 

Ele também garante novas oportunidades para os bancos e instituições financeiras porque gera mais fluxos de receita. O cliente pode ter soluções e serviços novos personalizados, o que aumenta o vínculo entre ele e o banco.

O open banking, também conhecido como connected banking, já é amplamente adotado em diversos países, nos quais bancos e outras instituições financeiras trabalham em conjunto para criar soluções e serviços novos, como o pagamento de compras por meio de carteira digital ou e-wallet. Na economia digital atual, os clientes têm exigido das instituições financeiras soluções e serviços otimizados. Com isso, muitos bancos se sentiram inspirados a adotar esse novo modelo para continuarem competitivos. Na União Europeia (UE), a Second Payment Services Directive (PSD2) exige que os bancos permitam aos clientes compartilhar os próprios dados financeiros com outros fornecedores. Vários países estão rapidamente seguindo esse modelo. Nos EUA, a Electronic Payments Association (NACHA) criou um framework de open banking, mas sua regulamentação ainda não foi estabelecida. Seja por vontade própria ou obrigação, todos os bancos que adotam o modelo open banking obtém o mesmo benefício: a capacidade de criar uma maneira inovadora de fornecer serviços financeiros aos clientes.

0
0

Comentários (0)

Passei parte de minha vida trabalhando como comerciante e tambem agricultor

Brasil