3

O que é CI/CD? Onde eu uso isso?

#Teste
Gabriel Faraday
Gabriel Faraday

Neste artigo, vou falar sobre CI/CD e sobre o Gitlab, uma solução incrível para iniciar (e continuar) usando o CI/CD.

Integração contínua

A Integração Contínua, ou apenas o CI (Continuous Integration) como é conhecida, “é uma prática de desenvolvimento de software na qual você compila e testa software toda vez que um desenvolvedor envia código para a aplicação, e isso acontece várias vezes ao dia”.

Basicamente, quando você envia um código para o seu repositório de código, ele inicia um processo que obtém o código que você acabou de enviar e compila sua solução, de acordo com sua linguagem ou plataforma (executa o build para uma aplicação .NET por exemplo), baixa os pacotes necessários e executa testes automatizados em seu código. E aqui eu quero dizer teste de unidade, teste de integração, etc. Depende do que você quer realmente! Você configura.

Por que isso é importante ou necessário? Imagine você trabalhando em um time com outras 5 pessoas, e todos vocês trabalhando nos mesmos códigos, mudando tudo ao mesmo tempo. Tudo bem, cada um pode garantir que o código em que está trabalhando esteja integrado ao código no repositório, execute os testes, etc, mas em sua máquina, manualmente. Se você automatiza isso é muito melhor. E além disso, você estará totalmente garantido que as validações e processos necessários serão verificados.

E outro ponto para ter atenção é sobre o teste. Se você não testou seu código, não faz muito sentido ter CI, na minha opinião.

Bem, o CI é uma prática primária se você quiser disseminar a cultura DevOps em sua equipe. É o começo e o primeiro passo para depois alcançar a Entrega Contínua.

Entrega contínua

A Entrega Contínua, ou apenas CD (Continuos Delivery), como é conhecido, “é uma abordagem de engenharia de software na qual a integração contínua, testes automatizados e recursos de implantação automatizada permitem que o software seja desenvolvido e implementado de forma rápida, confiável e repetitiva com intervenção humana mínima. Ainda assim, a implantação na produção é definida estrategicamente e acionada manualmente ”.

Veja que a implantação (deploy) é automatizada, mas ainda disparada por um ser humano. Eu diria que é meio automatizado. É considerado automatizado porque a única coisa que a pessoa precisa fazer é clicar em um botão e tudo o mais é feito automaticamente.

Por que isso é importante ou necessário? Imagine que sua equipe esteja trabalhando todos os dias da semana no código, mantendo tudo integrado e testado via CI e a empresa que você suporta precisa que sua equipe implante no ambiente de produção a cada 2 ou 3 dias, ou mesmo a cada 2 semanas. E se além disso, cada vez que você precisar implantar houverem 4 ou 5 aplicações? Alguém precisaria interromper seu trabalho por algumas horas para lidar com esse trabalho de deploy. Com uma configuração de CD, clicar em alguns botões seria todo o trabalho que o implantador teria. E interessante: qualquer um poderia fazer esse trabalho, até mesmo uma pessoa não técnica!

Assim, com o CD, você faz com que a equipe se concentre no desenvolvimento em vez da implantação, embora a segunda também seja importante.

Você consegue ver os Princípios Ágeis sendo aplicados aqui? Se você não os conhece, verifique https://www.agilealliance.org/agile101/12-principles-behind-the-agile-manifesto/.

Bem, para um ambiente de produção, a Entrega Contínua é muito interessante, porque você pode colocar o software em produção “assim que estiver pronto, com o mínimo de intervenção humana possível”. Mas e se eu não quiser tocar em nada para implantá-lo? Para um ambiente de testes, por exemplo? Para isso, temos o Deploy Contínuo.

Deploy Contínuo

Deploy contínuo, também conhecido como CD (Continuous Deployment), “é uma prática de desenvolvimento de software na qual cada alteração de código passa por todo o pipeline e é colocada em produção automaticamente, resultando em muitas implantações de produção todos os dias. Faz tudo o que a Entrega Contínua faz, mas o processo é totalmente automatizado, não há intervenção humana ”.

Sim! Totalmente automatizado! Excelente!

Mas tenha cuidado! Para conseguir isso com excelência, você deve ter um nível de maturidade super alto em sua equipe, quero dizer excelente qualidade de código, boa cobertura de código, boa cobertura de teste, um processo de desenvolvimento bem definido, caso contrário você pode enviar um erro drástico direto para a produção! E você não quer isso, acredite em mim.

Por isso, recomendo que você inicie o deploy contínuo apenas em um ambiente de teste ou staging, e isso já lhe dará uma grande vantagem.

Bem, muito legal, como posso colocar tudo isso para funcionar? Se você pesquisar na internet, encontrará várias ferramentas e aplicativos que podem ajudar você. Hoje eu sugiro que você dê uma olhada no Gitlab.

Gitlab

Você ainda não conhece o Gitlab? Verifique https://about.gitlab.com/.

O Gitlab é uma aplicação muito interessante, com várias ferramentas e recursos para ajudar e suportar os desenvolvedores em seu processo de DevOps.

“Desde o planejamento do projeto e gerenciamento do código-fonte ao CI/CD e monitoramento, o GitLab é um aplicativo único para o ciclo de vida completo do DevOps.” (gitlab.com)

Você pode ter sua própria instância local (on-premises) ou na nuvem pública ou até mesmo usar a oferta SaaS hospedada pelo GitLab! E acredite, ambos têm uma opção grátis! Verifique https://about.gitlab.com/pricing/.

Algumas citações acima são de https://about.gitlab.com/2016/08/05/continuous-integration-delivery-and-deployment-with-gitlab/, onde você pode encontrar mais informações sobre o que é CI/CD.

No site deles podemos ver a imagem abaixo, que mostra exatamente onde está o CI e o CD em todo o processo e o que está envolvido com cada um deles:

 

Image for post

Esta imagem e muitas outras informações sobre o CI/CD e o Gitlab podem ser encontradas em https://docs.gitlab.com/ee/ci/.

Conclusão

CI significa integração contínua e CD pode ser entrega contínua ou deploy contínuo. A entrega contínua ainda precisa de uma interação humana mínima e o deploy contínuo é totalmente automatizado.

O Gitlab é uma das várias soluções que podem ajudar você a configurar o CI/CD.

E você pode estar pensando: é possível ter CI/CD com a linguagem ou plataforma com que eu trabalho? Provavelmente sim! Verifique https://docs.gitlab.com/ee/ci/examples/.

Nesse link não temos exemplo para aplicações .NET até a escrita deste artigo, e também não é tão fácil encontrar conteúdo que explique como configurá-lo para .NET.

Então, no próximo artigo que vou escrever, mostrarei um exemplo muito simples de CI/CD com .NET e Gitlab. Será básico, mas acredito que isso dará uma idéia do que é possível fazer com o Gitlab.

Espero ter te ajudado!

0
49

Comentários (0)