0

O profissional de TI no home office em plena pandemia

Patrik Rufino
Patrik Rufino

Devido ao momento que estamos vivendo atualmente em 2020/2021, o trabalho remoto ou home office, tem se tornado um padrão adotado por diversas empresas.

Muitas dizem que seus colaboradores tiveram um aumento de produtividade devido a passar menos horas no trânsito, principalmente em grandes cidades.

Em uma pesquisa realizada pelo Ibope sobre mobilidade urbana na cidade de São Paulo em 2017 já trazia números impressionantes. O paulistano gasta em média 2 horas e 53 minutos, diariamente se deslocando na ida e volta do trabalho. Isso acaba gerando um desgaste mental e físico nos colaboradores, que acabam tendo um desempenho reduzido.

Na modalidade de home office, esse tempo pode ser aproveitado investindo em autoconhecimento, exercícios físicos, tempo com a família, entre outras atividades. Que geram um aumento de energia física e mental que reflete diretamente na produtividade dos colaboradores.


Os desafios na adoção do home office


Vendo este movimento de mudança nas modalidades de trabalho, é importante considerar alguns aspectos para que adequação seja melhor.

Sim! É necessária uma adaptação, pois a visão de home office que se tem, é que é simplesmente trabalhar de pijama, tv ligada, no sofá, na cama.

Mas o profissional deve estar atento há alguns pontos para tirar proveito desta modalidade, como ter disciplina, organização, gerenciamento de tempo para cumprir prazos e metas, acessibilidade a internet e a um local adequado para o exercício de suas funções, trabalhar no sofá pode parecer legal, mas depois de uma semana e dores nas costas, você vai preferir ter uma cadeira ergonômica que te permita trabalhar confortavelmente.

Inclusive algumas empresas possuem programas para ajudar nesta adequação de trabalho remoto, um exemplo é a Dell que tem um programa que traz várias dicas para seus adeptos ao home office, de como montar um ambiente agradável e até do mobiliário.

Navegando na internet, em específico no LinkedIn, também é possível notar que os próprios profissionais estão investindo em ter seu cantinho organizado e agradável, conhecido como setup, montar um, é sonho de muitos. Pois é montado de acordo com seu próprio gosto, com iluminação agradável do ambiente, cadeira confortável, e equipamentos eficientes. Algumas empresas como Nubank, Ifood, Quinto Andar entre outras ainda oferecem equipamento de ponta para ajudar seus colaboradores a obterem o máximo de desempenho.


Então é só benefício?


O home office parece incrível, não é mesmo?

Porém é valido lembrar que nem todo mundo consegue se adaptar a este modelo de trabalho e apesar de vários benefícios aos colaboradores e para as empresas como:


  • Mais saúde;
  • Mais qualidade de vida;
  • Menos interrupções;
  • Jornada de trabalho flexível;
  • Redução de custos com instalação para as empresas;
  • Colaboradores mais motivados e enérgicos;


Também existem algumas desvantagens.


Comunicação


A empresa precisa oferecer canais de comunicação adequado, e hoje possuímos vários softwares para nos ajudar, como Slack, Teams, Discord, Zoom, Meet, entre outros, que ajudam nessa comunicação. Mas se não haver um alinhamento entre a equipe a comunicação pode falhar e gerar confusão e desentendimento entre a equipe. Um exemplo clássico, é quando a comunicação é escrita, as vezes uma pessoa escreve pensando em um contexto e a outra entende no seu próprio contexto.

Outra desvantagem, é que o trabalho em equipe, com menos comunicação e interação humana pode acontecer dos membros se afastarem.


Perca de foco e produtividade


Outro ponto, um pouco contraditório, é que pode haver perca de foco e produtividade. Talvez você se pergunte: “Mas você não disse que traz mais produtividade e mais concentração?”

Sim, no entanto, nem todas as pessoas, possuem ambientes propícios para isso, talvez haja mais pessoas em casa, que a primeiro momento, não entendem que é realmente um trabalho, talvez muito barulho no vizinho, ou até mesmo pessoas que são mais dispersas.


Exageros na carga horária


Alguns profissionais podem até entrar em Burnout. Existem alguns profissionais, que amam tanto seu trabalho, que mesmo depois que acabam o expediente, continuam trabalhando até em finais de semana, e como estão em casa isso, isso acaba sendo fácil. Porém extremamente perigoso.


Algumas dicas


Se agora você vai iniciar no home office, fica aqui algumas dicas:


Converse com as pessoas da casa. Explique a situação, e que não tem como parar, para ir buscar pão na padaria, e que você não ficar sendo interrompido. Para quem tem filho pequeno, fica a compreensão das empresas que é essencial.


Se prepare como se você até o seu trabalho, isso fara com que pareça mais com um trabalho, afinal você se preparou para ir até o seu cantinho.


Deixe o celular pessoal, no silencioso e longe. Assim você terá mais foco.


No computador, utilize aplicativos que barram alguns sites, ou que mostram com o que você gastou seu tempo. Por exemplo, se você não utiliza redes sociais como parte do trabalho, bloqueia durante seu expediente.


Seja claro na comunicação com seus colaboradores.


De pausas, algumas empresas permitem até o que chamam de café virtual, onde o time pode entrar em uma “call” com seu café e conversar um pouco.


Este foi um trabalho feito no curso Técnico em Desenvolviemento de sistema pela Etec. Achei que ficou interessante e resolvi colocar aqui.

0
0

Comentários (2)

0
Rai Lima

Rai Lima

08/05/2021 15:47

Ano passado, o momento de home-office, me fez ter uma qualidade de vida diferenciada, mas de certa forma nos primeiros meses, o volume de trabalho triplicou. Depois de alguns meses reduzi a carga para o modo mais apropriado, uma vez que eu e outros conseguimos estruturar o processo.


No início da pandemia de 2020, na empresa que trabalho, demos início a uma capacitação massiva nos funcionários, poucos conheciam bem e utilizavam os recursos remotos. No entanto, graças a um esforço coletivo, conseguimos em um mês e meio, um bom resultado, em seguida, 70% do pessoal que precisava trabalhar remotamente estava preparada para o home-office. Auxiliamos todos os profissionais equipando-os de maneira apropriada para enfrentar esse imenso desafio. Este ano retornamos aos poucos a modo semi-presencial. E sim por parte da diretoria houve um reconhecimento e compreensão que este modelo consegue atender a demanda.


Home-office é sim um desafio, mas precisa mesmo é de muito reflexão para não extrapolar o tempo das coisas, de forma a não se tornar um escravo total do trabalho. "Mens sana in corpore sano".

0
Márcio Silva

Márcio Silva

08/05/2021 14:53

Like

Desenvolvedor Java Jr. | Kotlin | Android - Apaixonado por Inovação e Transformação Digital

Brasil