1

Medo x progresso

Álvaro Souza
Álvaro Souza


Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é fear.jpg

Já se pegou meio receoso de começar a estudar aquele novo conteúdo, a tentar algo diferente ou até mesmo de praticar aquela linguagem nova que você quer dominar? Sinto lhe formar meu amigo(a), mas você pode ta com medo e nem sabe.

Aí você vira para mim e fala: "Lógico que não! Por que motivo eu teria medo de fazer isso? Não é como se eu tivesse pulando de paraquedas ou descendo uma rampa de skate." - Mas a verdade é que, por mais que pareça óbvio, o esse sentimento não aflora apenas quando praticamos esportes radicais. O MEDO APARECE QUANDO TENTAMOS SAIR DE NOSSA ZONA DE CONFORTO.



Medo

  1. 1.PSICOLOGIA, estado afetivo suscitado pela consciência do perigo ou que, ao contrário, suscita essa consciência."m. ao se sentir ameaçado"
  2. Temor, ansiedade irracional ou fundamentada; receio.

Como o próprio significado dessa palavra diz, ansiedade irracional. O que não significa que o medo é sempre irracional, ele existe para nossa proteção. A real mudança se encontra quando aprendemos a distinguir quando ele está ali para nos ajudar e quando ele está representado de forma irracional. E é no discernimento dessa diferença que aprendemos a sair da zona de conforto e conquistar nossos objetivos mais audaciosos.

Como sair da zona de conforto?

O que vou falar aborda mais exemplos relacionados ao nicho da programação, porém, se aplica a todas as áreas. O método que uso para sair do comodismo e atacar meus objetivos são alguns:

  • Just do it 😂

Parece engraçado, mas é fato, se eu ficar apenas pensando nas coisas que tenho que fazer, vou começar a me sabotar acreditando que é coisa demais e que nunca vou conseguir. Afinal, todos nós temos metas ambiciosas que demandam tempo e dedicação. O pensamento que uso para desbloquear a mente e começar a fazer minhas tarefas, é mentalizar, Se eu não começar, NUNCA vou chegar onde quero e vou ficar empurrando tudo com a barriga até chegar no prazo final.

Obs.: Trabalhar com o que você ama ajuda bastante.

  • Trace metas palpáveis e "fáceis" para começar. Não adianta querer abraçar o mundo com as mãos. Vou dar um exemplo para ficar mais prático: "Quero dominar a linguagem javascript", tu não acha que vai aprender anos de trabalho dos desenvolvedores para criar aquela linguagem em alguns meses, né? Inocente demais jovem, gafanhoto.

Comece, por exemplo, aprendendo a base, como diria Akita, comece aprendendo os 20%. Esses 20% serão suficientes para que você continue progredindo e com seu próprio esforço gradualmente vá dominando o resto do conhecimento. Mas lembre-se, um desenvolvedor nunca parar de estudar, tenho um ano de carreira e já botei isso na minha cabeça, sempre vai ter algo para você melhorar e arestas para aparar.

  • Organize sua agenda semanal, essa dica foi dada por uma amiga minha, que quando comecei a aplicar fez total sentido. Todo domingo, pegue uma agenda, pedaço de papel, aplicativo de celular de schedule ou qualquer ferramenta de organização que seja e escreva as tarefas que deseja performar durante a semana.

Dessa forma, é possível dar uma clareada no cérebro e se manter em um trilho que VOCÊ mesmo fez carinhosamente, pensando nas SUAS metas. Tente ao máximo assumir o compromisso com elas e não se frustre se no começo não conseguir cumprir com todas elas, é normal. Com o tempo você vai se habituando a essa pressãozinha saudável e vai se adaptando. FEITO É MELHOR QUE BEM FEITO.

Obs.: Mudanças na agenda ao decorrer da semana são normais, mas tente não sair muito do eixo dos seus propósitos.

  • Crie rituais que precedam essas tarefas, para que o seu cérebro entenda que você em breve irá focar em algo que muito provavelmente vai demandar queima de neurônios 😉. Não entendeu? Vou dar um exemplo prático e mostrar meu ritual. Quando estou prestes a sentar na cadeira e começar a estudar/programar, eu preparo meu cafezinho, separo uma garrafa grande de água e deixo tudo pronto na minha mesa. Além disso, ir habituando minha mente para começar o trabalho, eu retiro as distrações de lado como levantar para beber água ou tomar o café.
  • Recompense-se. Após cumprir as obrigações e tarefas estipuladas, se dê ao luxo de comer aquele docinho, ou sair com os amigos, ou como no meu caso, vou surfar. Cada um vai ter seu mimo favorito, mas não esqueça dessa etapa, afinal, é sua recompensa e foi de total mérito seu.

E é isso meus amigos, por fim gostaria apenas de dizer algo um tanto controverso, mas que tenho certeza que irão entender. Tem gente que diz, não se cobre muito blablablá, já eu não acredito muito nisso, acredito que isso seja passar pano para preguiça.


Cobre-se bastante, mas com noção de que você não é um DEUS e que as coisas demandam tempo (E que se as coisas não forem exatamente como planejado, ta tudo bem. Não existe uma fórmula exata para a felicidade profissional). Uma coisa que aprendi é que cada um tem sua caminhada nessa vida e que se você não olhar por onde você anda e onde quer chegar, NINGUÉM VAI.

3
70

Comentários (3)

0
M

Murielly Nascimento

19/12/2020 10:39

Obrigada pelo post. Me ajudou muito!

0
Antônio Morais

Antônio Morais

19/12/2020 09:38

Muito legal esse post.

0
Fabiano Alves

Fabiano Alves

19/12/2020 09:20

Great!

None

Brasil