0

LINGUAGEM PERL

A
Alfredo Neto

Perl é uma família de linguagens de programação que revolucionou o desenvolvimento web. Rápida, eficiente e fácil de manter, essa linguagem vem conquistando programadores desde que surgiu em 1987. 

O Perl é a 21ª linguagem de programação mais utilizada segundo o ranking TIOBE 2020. Ainda que a popularidade dela tenha caído nos últimos anos – chegou a ocupar o terceiro lugar da lista em 2005 –, muitos desenvolvedores a empregam em projetos. 

Por isso, se você está pensando em investir tempo e esforços no estudo dessa linguagem, saiba que há algumas coisas que você precisa saber.

Neste artigo, vamos tratar da linguagem Perl para iniciantes. Então você vai conhecer tudo sobre essa linguagem de programação e todas as vantagens de utilizá-la. Vamos lá?  


Conteúdo

O que é Perl?

Saiba o que é o Perl, linguagem de programação dinâmica.


Embora algumas pessoas afirmem que Perl não é um acrônimo, ou seja, a sigla de um conjunto de informação, é possível se referir a ele como Practical Extraction and Report Language. 

O Perl é uma linguagem de programação dinâmica interpretada de alto nível. É importante ressaltar que ele representa um grupo de linguagens de programação: Perl 5 e Perl 6. Na prática, as atualizações em ambas ocorrem independentemente.

As linguagens interpretadas merecem destaque especial, pois têm a função de receber, interpretar e traduzir a informação em uma linguagem-fonte para uma linguagem-alvo.

Apesar de ser classificado como linguagem interpretada, o Perl é um pouco especial: ele também atua como compilador. 

Ficou complexo? Tenha calma, a gente explica! O papel do Perl é compilar o código de um programa antes de executá-lo. Assim, existe um estágio de otimização, em que o código executável performa de maneira mais ágil.

Contudo, essa linguagen não “grava” o código em um arquivo separado, mas sim na memória, antes de executá-lo. 


Características do Perl

O Perl combina as características de uma linguagem interpretada com a de uma linguagem compilada, pois une o desenvolvimento rápido do primeiro tipo à execução eficiente do segundo. É interessante, certo? 

Esta linguagem foi introduzida oficialmente em 1987, por Larry Wall, com um objetivo simples: editar textos.

Hoje, porém, ela é utilizada para outras finalidades como: programação de rede, administração de sistema Linux, desenvolvimento web e desenvolvimento de sites

Um aspecto interessante do Perl é sua utilização de elementos de linguagem natural, por isso ele é considerado uma linguagem interpretada.

Com expressões regulares, a linguagem de programação possui gramática e sintaxes específicas, então você não precisa aprender uma maneira particular de resolver problemas. 



Veja também:

Editor de código: confira as 10 melhores opções

Vantagens do Perl

Algumas vantagens da programação em Perl são a velocidade e o One-Liner. Isso porque ele possui atalhos que permitem escrever scripts rapidamente, além de expressões regulares, que são dados de primeira classe, e não um suplemento.

Além disso, o Perl é muito simples de aprender, sobretudo se você já possui experiência programando computadores.

Na década de 80, ele se tornou popular por atrair usuários que não eram tão bons em escrever códigos e usuários avançados que podiam construir programas poderosos. 

Por fim, o Perl pode ser executado em qualquer sistema operacional, desde que você possua um interpretador Perl instalado.

Crie o seu site hoje mesmo na HostGator!

Principais aplicações da linguagem Perl

A linguagem surgiu num período em que manipulação de texto, extração de dados e geração de relatórios eram super necessárias: o “boom” da World Wide Web. Por isso, o Perl5 e Perl6 se tornaram tão populares quando se trata de desenvolvimento web, rede e bioinformática.

Ele também possui elementos de AWK e sed, que são amplamente utilizados ​​em scripts de linha de comando para manipular textos. Ele combina os recursos de linguagens como C e a capacidade do shell script de executar grandes conjuntos de comandos. 

A interface de integração de banco de dados fornecida por Perl suporta vários sistemas de gerenciamento como ORACLE, MySQL, Sybase e PostgreSQL.

Mesmo não sendo tão popular quanto antes, é impossível ignorar a relevância do Perl! 


Usos mais comuns do Perl

Os programadores podem usá-lo para desenvolver uma variedade de aplicativos de software, automatizar tarefas nos servidores da Web, gerar e-mails e limpar sistemas automaticamente.

A linguagem Perl também serve para criar e manipular imagens. A imagem abaixo resume as principais aplicações dessa linguagem de programação.


Principais aplicações do Perl@Guru99

Não à toa, ele era conhecido como “a fita adesiva da Internet”. Lidar com dados criptografados da Web, incluindo transações de comércio eletrônico, acelera o processamento dos servidores web em até 2.000%.

Por isso, caso você não tenha se convencido sobre a programação em Perl, está na hora de mudar de ideia! 


Sintaxe básica da linguagem Perl

Assim como outras linguagens de programação, para aprender como programar em Perl, você deverá aprender a sintaxe da linguagem. O Perl possui sintaxe e conceitos de muitas linguagens como C, AWK, sed, Bourne Shell, Lisp, Smalltalk e a própria língua inglesa.  

Um script Perl consiste em uma ou mais instruções. Essas declarações são diretamente inseridas no script, sem precisar de uma função main ().

As instruções Perl terminam em ponto e vírgula, conforme você pode ver abaixo: 

  • print “Hello, world”;

Se quiser sair programando em Perl depois de ler este artigo, é importante conhecer as expressões regulares, que tornam a linguagem tão mais rápida que outras. Elas são um padrão que se casa em uma string, e algumas são: 

  • \d+ = uma sequência de dígitos;
  • \w+\d = uma sequência de letras ou dígitos seguida de um dígito.
  • \w+(\d|\.) = uma sequência de letras ou dígitos seguida de um dígito ou de um ponto.
  • nome:\s*.* = a palavra nome seguida de zero ou mais espaços (os espaços são opcionais) e qualquer caractere zero ou mais vezes;
  • nome:\s*(.*) = igual ao anterior, mas os parênteses servem para capturar em $1 este valor.

Matching

Os metacaracteres quantificadores “?”, “*”, e “{}” permitem determinar o número de repetições de uma parte de uma regex considerada uma correspondência.

Os quantificadores são colocados imediatamente após o caractere,a classe de caractere ou o agrupamento.

  • a? = corresponde a ‘a’ 1 ou 0 vezes;
  • a * = corresponde a ‘a’ 0 ou mais vezes, ou seja, qualquer número de vezes; 
  • a + = corresponde a ‘a’ 1 ou mais vezes, ou seja, pelo menos uma vez;
  • a {n, m} = corresponde pelo menos n vezes, mas não mais do que m vezes; 
  • a {n,} = corresponde a pelo menos n ou mais vezes; 
  • a {, n} = corresponde a n vezes ou menos; 
  • a {n} = corresponde exatamente n vezes.

Localizar e substituir 

A pesquisa e a substituição são realizadas usando “s/regex/replacement/modifiers”. A substituição é uma string Perl entre aspas duplas que substitui na string tudo o que for correspondido com a regex. 

O operador “= ~” também é usado aqui para associar uma string a “s ///”. Se corresponder a “$ _, $ _ = ~”, pode ser descartado.

Se houver uma correspondência, “s ///” retorna o número de substituições feitas; caso contrário, retorna falso. 

Uma dica importante, antes de começar a praticar Perl, é ter algum nível de conhecimento com programação C e Unix Shell. Se você quer conhecer mais sobre essa linguagem, não deixe de conferir sua página oficial, em que há dicas, indicações de livros, sites e muito mais!

Conta para a gente o que você achou deste conteúdo!

Leia também:


0
0

Comentários (0)

alfredo gelk neto

Brasil