3

JSON: Um manual completo da linguagem

Lucas Silva
Lucas Silva

JSON é o acrônimo para a JavaScript Object Notation que é um formato leve de troca de dados, auto descritivo, fácil de entender e independente de linguagem.


O JSON utiliza a syntax JavaScript, porém, é um formato text only (apenas texto) que pode ser lido e escrito como dados em qualquer linguagem de programação.


Quando é necessário transferir dados entre o servidor e o navegador, os dados devem ser apenas texto. JSON é um texto que pode ser convertido a partir de qualquer objeto javascript e ser enviado diretamente do navegador para o servidor ou do servidor para o navegador


Para converter um objeto javascript para uma string json é simples, basta utilizar o método stringify:

var myObj = {name: “John”, age: 31, city: “New York”};
var myJSON = JSON.stringify(myObj);O processo inverso também é muito simples, basta utilizar o método parse, para converter uma string JSON para um objeto JavaScript:
var myJSON = ‘{name: “John”, age: 31, city: “New York”}’;
var myObj = JSON.parse(myObj);

Usando local storage para salvar e recuperar os dados no navegador

myObj = {name: “John”, age: 31, city: “New York”};
myJSON = JSON.stringify(myObj);
localStorage.setItem(“json”, myJSON);
text = localStorage.getItem(“json”);
obj = JSON.parse(text);
document.getElementById(“paragrafo”).innerHTML = obj.name;

O método setItem é utilizado para salvar os dados como uma string com um índice chamado “json” e o método getItem recupera o valor do local storage, informando o respectivo indice como argumento.


Se você quer continuar recebendo conteúdo de programação em vídeo, se inscreva no canal Lucas Silva no youtube para receber novidades, clique aqui.


Regras de syntax

Os dados são escritos em pares de chave/valor e separados por virgula, os objetos são envolvidor por chaves e os arrays por colchetes. O formatos JSON é quase idêntico aos objetos JavaScript.


Em JSON, as chaves são strings escritas entre aspas duplas

{ “name”:”John” }


Em JavaScript, as chaves podem ser strings, numeros ou nomes de identificadores

{ name:”John” }


Os valores em JSON podem ser string, numericos, objeto JSON, array, booleano ou nulo.

Em JavaScript, os valores podem ser os mesmos relacionados ao JSON, além das expressões válidas em JS: função, datas, undefined.

Em JSON, as strings precisam ser escritas com aspas duplas enquanto em JavaScript os podem ser escritas tanto com aspas simples quanto com aspas duplas.

Os arquivos JSON têm a extensão “.json” e o MIME type para o formato JSON é “application/json”.


Exemplo de um objeto JSON:

Image for post

Os dados são, respectivamente, string (nome), nulo (sobrenome), number ou numérico (idade), booleano (ativo), objeto JSON e array.


É necessário ressaltar que para usar o método stringify em atributos cujo valor é uma função é necessário utilizar o método toString.

Image for post

1
47

Comentários (1)

0
Afonso Simão

Afonso Simão

23/01/2021 12:11

Show de artigo


Parabéns Lucas!

Desenvolvedor Java na Nagem