0

GitHub Desktop – Uma Excelente Aplicação!

André Azevedo
André Azevedo

GitHub Desktop – Uma Excelente Aplicação!

 

O GitHub Desktop cria e gerencia um repositório Git sem usar uma linha de comando sequer.

 

Introdução:


Tem pavor de Linha de Comando? Não gosta de ter que ficar decorando comandos? Em se tratando de Git / GitHub existe uma excelente e poderosa ferramenta - o GitHub Desktop. Essa aplicação simplifica imensamente o fluxo de trabalho no GitHub com uma interface visual e intuitiva, ao invés de ter que ficar decorando comandos de texto para serem usados na linha de comando. Pretendo, com esse artigo, ensinar você a usar o GitHub Desktop quando tiver a necessidade de criar ou alterar um repositório, bem como a publicar tais modificações no GitHub. Mostrarei como criar um branch, fazer um commit, realizar push para GitHub e até como abrir um pull request.


 


Instalando...

 

Você pode baixar o GitHub Desktop diretamente em https://desktop.github.com/  e instalá-lo em um sistema operacional compatível. Após instalado, você deverá autenticar sua conta no GitHub.

Informações mais aprofundadas sobre instalação/autenticação está disponível em "Configurando o GitHub Desktop".

 

 

Como criar um repositório...


Caso você não tenha pelo menos um repositório associado ao GitHub Desktop, procure por "Vamos começar!", lá você pode criar ou, até mesmo, clonar um repositório, ou ainda, adicionar um repositório a partir do seu disco rígido. 

 

 

 

I - Clique em Create a New Repository on your hard drive (Criar um repositório no disco rígido).

 

 

 

II - Selecione as opções desejadas e preencha os campos.

 

 

- "Name" (Nome) atribui um nome ao repositório local e ao GitHub.


- "Description" (Descrição) Digite informações sobre o repositório - opcional.


- "Local path" (Caminho local) define a pasta/diretório do repositório local. Por default, o GitHub Desktop cria uma pasta GitHub dentro da pasta Documents (Documentos) para armazenamento dos repositórios, porém pode-se escolher outra pasta. O repositório novo será uma pasta dentro desse local que foi escolhido. O local escolhido fica registrado no GitHub Desktop para as próximas vezes que se criar/clonar seus repositórios.


- A opção Initialize this repository with a README (Inicializar este repositório com um README) gera o commit com um arquivo README.md.


* “Arquivos README ajudam aos outros usuários a entenderem o objetivo do projeto, ou seja, é altamente recomendável adicionar informações úteis nesse arquivo, pois, ao se acessar este repositório no GitHub, o README será a primeira informação exibida. Mais informações sobre o README.md em "Sobre README".


- A opção Git ignore (Ignorar Git) permite acrescentar um arquivo personalizado para ignorar determinados arquivos no repositório local, ou seja, informações sem relevância para o controle de versão.


- A opção License (Licença) permite escolher o tipo de licença de código aberto a um arquivo LICENSE no repositório. Para mais informações sobre as licenças de código aberto disponíveis e de como incluí-las no repositório, clique em "Criar a licença de um repositório."


III. Clique em Create Repository (Criar repositório).

 

 

Aprendendo mais...


No menu “File” (Arquivo), temos acesso às ações e configurações que podemos executar no GitHub Desktop.

Na parte superior do aplicativo GitHub Desktop, abaixo da barra de menus, encontramos uma barra que mostra o estado atual do nosso repositório.


Current repository (Repositório atual) exibe o nome do repositório em que estamos trabalhando. Clicando-se em Current repository (Repositório atual) é possível alternar entre repositórios no GitHub Desktop.


Current branch (Branch atual) exibe o nome do branch em que estamos trabalhando. Clicando-se em Current branch (Branch atual) é possível ver todos os branches do repositório, alternar entre esses branches ou, até mesmo, criar um branch. Após criarmos pull requests no repositório, podemos exibi-las, também, clicando em Current branch (Branch atual).


Publish repository (Publicar repositório) é exibida quando ainda não foi publicado o repositório no GitHub. Após publicado, esta seção mudará com base no status do nosso branch atual e repositório, ou seja, estarão disponíveis para o intercâmbio de dados entre repositórios locais e remotos ações diferentes dependendo do contexto.


 

 

Na barra lateral à esquerda, temos as abas Changes (Alterações) e History (Histórico). 

 

 

 

- A opção Changes (Alterações) exibe as alterações realizadas nos arquivos do branch atual, mas ainda não “commitadas” no repositório local. Na parte inferior, há uma caixa com caixas de texto Summary (Resumo) e Description (Descrição) e o botão Commit to [BRANCH]. É nesse local que faremos o commit das novas modificações. O botão Commit para [BRANCH] é dinâmico exibindo, então, em qual branch estamos fazendo o commit das alterações. 


 

- A opção History (Histórico) exibe todos os commits anteriores no branch atual do repositório. Encontraremos, provavelmente, um "Initial commit" (Commit inicial) criado pelo GitHub Desktop no momento que criamos o repositório. À direita do commit, dependendo das opções escolhidas durante a criação do repositório, poderemos observar alguns arquivos como por exemplo README. Se clicarmos em qualquer um desses arquivo, veremos o diff, que é o registro das modificações realizadas no arquivo do commit. Mas, atenção, o diff não exibe todo o conteúdo do arquivo, mostra somente as partes alteradas. 

 

 

Publicando no GitHub


Ao criar-mos um novo repositório, nesse exato momento, ele existe apenas localmente no nosso computador. Podemos, então, publicar nosso repositório no GitHub afim mantê-lo sincronizado em vários computadores e permitirmos que outros usuários acessem. Para publicar um repositório, realizamos um push das alterações locais no GitHub.

 

 

I - Clique em Publish repositor (Publicar repositório) na barra de menu.


- Será preenchido automaticamente pelo GitHub Desktop os campos "Nome" e "Descrição" com as informações digitadas quando criamos o repositório.


- A opção “Keep this code private” (Manter este código privado) serve para controlarmos a permissão para visualizar o seu projeto. Se deixarmos desmarcada, outros usuários do GitHub poderão visualizar o código, caso contrário, o código não ficará disponível publicamente.


- Se aparecer, o menu suspenso Organization (Organização) possibilita a publicação do repositório em uma organização a qual pertencemos no GitHub.

 

 

II - Clique em Publish Repository (Publicar repositório).


III - Também é possível acessar o repositório no GitHub pelo GitHub Desktop clicando no menu de arquivo, em seguida em Repository (Repositório) e, finalmente, em View on GitHub (Exibir no GitHub). Fazendo isso iremos diretamente para o repositório no navegador padrão.

 

 

Commitando...


Tendo em vista que criamos nosso repositório, bem como, já o publicamos, podemos agora realizar quaisquer modificações no projeto e iniciarmos a criação do nosso primeiro commit nesse repositório.

 

I - Podemos abrir um editor externo dentro de GitHub Desktop, clicando em Repositório e depois em Abrir no [EDITOR]. Na documentação do GitHub Desktop encontramos mais informações sobre isto. Consulte clicando em "Configurar um editor padrão".


 

II - Realize as modificações necessárias e as salve no editor de texto.


III - Vá em GitHub Desktop e acesse a guia Alterações. Na listagem de arquivos, veremos os arquivos alterados. As modificações realizadas possuem uma marca de verificação à esquerda indicando que tais alterações farão parte do commit. Caso não queira que alguma alteração não faça parte do commit é só clicar na marca de seleção ao lado desse determinado arquivo e ele não será incluído no commit.


IV - Adicione uma mensagem ao commit na parte inferior da lista Changes (Alterações). Digite uma descrição do commit à direita da sua foto de perfil. O campo de texto "Descrição", abaixo do resumo, permite-se detalhar as modificações realizadas no commit com uma descrição mais ampla. Esse detalhamento é útil para analise posteriore do histórico do projeto e facilita o entendimento das modificações.

 

 

V - Clique em Commit to [BRANCH]. Esse botão exibe o seu branch atual, para que você tenha certeza de que está realizando o commit no branch certo.

 


 

VI - E para realizar o push das modificações para o repositório remoto no GitHub é só clicar em Push origin.

 


 

- Esse botão (Subir origem) é o mesmo que clicamos para publicar o nosso repositório no GitHub, ele é dinâmico, ou seja, muda de acordo com o contexto e com o local em que você está no fluxo de trabalho do Git.


- O termo "origem" na opção Push origin indica que está sendo realizado o push das modificações para o repositório remoto de nome “origin” que é o repositório do nosso projeto no GitHub. Enquanto não for realizado o push do commit para o GitHub, teremos diferenças entre o nosso repositório local e o repositório remoto no GitHub. Dessa maneira, podemos trabalhar localmente e somente realizar o push com as modificações para o GitHub quando estiver tudo ok.



VII - Na aba à direita da guia de Alterações, teremos, sempre, as sugestões de ações que podem ser realizadas logo que realizamos qualquer tarefa e para abrir o repositório no GitHub no seu navegador, clique em View on GitHub (Visualizar no GitHub).  

 

VIII - No browser, clicando em 2 commits, por exemplo, veremos a lista todos os commits realizados no repositório do GitHub.

 




Cocluindo...

 

Minha opinião é que essa ferramenta (GitHub Desktop) espetacular, pois ela agiliza e facilita demais as tarefas para controle de versionamento com o Git e GitHub. Mostrei como criar um repositório, publicar o mesmo no GitHub, realizar o commit e o push das modificações para o GitHub. Ainda é possível mais, é uma ferramenta bem poderosa! Caso queira mais informações, consulte a documentação em https://docs.github.com/


0
0

Comentários (0)

None

Brasil