0

Estudo Orientado como metodologia ágil de trabalho

#Scrum #Java #Arquitetura de Sistemas
Juan Camargo
Juan Camargo

Estudo Orientado como metodologia ágil de trabalho


Juan Victor Oliveira Camargo


Como acadêmico do Curso de Sistemas de Informação, tenho como parâmetro um estudo orientado para me guiar no meu dia a dia, promovendo uma articulação das disciplinas do curso, com as proposições de estágio com as quais tenho me colocado a isso, entendo, como início da jornada profissional, uma vez que tal composição em minha rotina me ajuda a encontrar técnicas e estratégias formando uma metodologia de ensino e aprendizagem. 

Esse processo de aprendizagem nasceu de uma vivência frustrante de muitas vezes não conseguir aprender de forma eficiente, uma vez que adquirir as competências e habilidades esperadas para uma nova linguagem de programação, tornou-se algo cada vez mais desafiador a meu eu acadêmico. Considerando que o avanço para tal objetivo leva tempo, por requerer amadurecimento cognitivo e procedimental, pois apenas a experiência poderia me trazer resultados satisfatórios. A grande constatação nesse processo foi somente estudarmos sem técnica adequada, pode prolongar muito a nossa caminhada.

O problema que detectei foi que se ‘assistimos’ uma aula em 24 horas esquecemos de 60% a 80% do que foi estudado, então a questão era : como melhorar nossos resultados? O primeiro ponto a entender foi que para aprender algo o mais importante não é adquirir novas informações e sim manter as informações já adquiridas e administrá-las com eficiência para avançar nos aspectos necessários e, mais que isso, nas expectativas da empresa pleiteada de modo a conjugar meu avanço com o avanço da empresa.

Nesse momento que entra a metodologia de estudo orientado, que disponho abaixo em níveis de estudos. A primeira técnica e elaborar um instrumento de registro dos conteúdos foco do estudo e, a medida em que vou aprofundando os conhecimentos a respeito do conteúdo vou marcando os avanços em níveis diferentes de evolução. Outra técnica foi caracterizar os níveis com a indicação de evolução e : Nível Junior; Nível Pleno e Nível Sênior. categorizar os níveis, como se pode evidenciar na tabela abaixo para um estudo em Java.


OBJETIVO DE ESTUDO JAVA NÍVEIS DE EVOLUÇÃO

 NÍVEL JR / NÍVEL /PLENO / NÍVEL SÊNIOR

01 Conceito de programação =sênior

02 Estrutura Sequencial = sênior

03 Estrutura Condicional = sênior

04 Estrutura Repetitiva = sênior

05 Orientação a Objeto = sênior

06 Construtores, this,sobrecarga, encapsulamento = pleno

07 Arrays, lista = júnior

08 Enumeração, composição = pleno

09 Herança e polimorfismo = pleno

10 Inteface = pleno

11 Tratamento de exceção = pleno

12 Genereic, set, map = pleno

13 Expressão lambda = pleno

14 JDBC X = júnior

15 Java FX = pleno

16 JPA = pleno

17 Hibernat = pleno

18 Spring X = júnior



Selecionei 18 conteúdos comuns ao curso. Todavia, outros conteúdos podem ser inseridos pelos acadêmicos, conforme sua necessidade. A partir da estruturação acima, o preenchimento dos campos níveis de evolução com cada um dos níveis reais de conhecimento, tendo como legenda

  • Ponto de Partida;
  • Nível Jr: sei muito pouco ou nada
  • Nível pleno: sei mais ou menos;
  • Nível sênior: tenho certeza de tudo;

Como resultado dessa técnica e sua análise chegou-se à conclusão de que quando não aplicamos a metodologia estudo orientado, a tendência é adquirimos muitos conteúdos de Nível Jr, pouquíssimos Nível Pleno e muito raramente um Nível Sênior, sem se preocupar com a manutenção e/ou avanço do conhecimento. Nota-se que se alguns níveis requeridos não é comum ao aprender, há uma tendência a esquecer o que tinha estudado antes, levando à estagnação do conhecimento.

A lógica por mim refletida é, primeiramente considerar com o que já sabemos de modo a reconhecê-lo como nível imprescindível a próxima etapa de conhecimento, o segundo ponto é ter foco de estudo para avançar no nível de conhecimento, transformando os níveis pleno em níveis Sênior. A meu ver isso é constatado ao conseguir explicar esse conceito com segurança,  de forma clara e objetiva, ou seja, sem dificuldades de informação e comunicação aos interessados. Assim, com o uso da metodologia de estudo orientado passa para objeto estudado e aprendido, então esse tema será o foco de estudo nosso tendo como finalidade transformar ao próximo nível: Sênior.

Como experiência vivida, ao colocar essa metodologia em prática, consegui escalar muito mais rápido nos meus materiais de estudo sempre dando manutenção e procurando inovações sobre o assunto, sobre os temas que já domino. Consciente de que o universo da área de Programação e muito acelerado a dicotomia entre inovação e obsoleto acontece muito rápido. 

Com essas dicas, quero inspirar a todos a empreender suas formas de estudo orientado e assim instigar a “sair da caixa” do que é ofertado como ponto de partida para os estudos acadêmicos, como única opção de ensino e aprendizagem

0
15

Comentários (1)

0
Charles Almeida

Charles Almeida

01/09/2021 20:26

Parabéns, muito bom artigo

Acadêmico de Sistemas da Informação em busca de novas oportunidades

Brasil