0

Elicitação de requisitos: como coletar os requisitos?

Sávio Aleixo
Sávio Aleixo

Para qualquer tipo de projeto e desenvolvimento de produto, é fundamental reconhecer os requisitos (Digital Innovation One). Neste contexto, a elicitação dos requisitos é o reconhecimento da origem dos requisitos relacionados às partes interessadas (POHL, 2016). A elicitação inicia-se a partir da análise das necessidades dos usuários e objetiva determinar um grupo de requisitos para o produto ser desenvolvido (Peruzzini, Marilungo, & Germani, 2015). Para alcançar o sucesso na elicitação, as necessidades dos usuários precisam ser capturadas e traduzidas em requisitos dos usuários e o guia BABOK (2015) sugere práticas como:


(1) Preparação: garantir que as partes interessadas tenham as possuam as informações que necessitam fornecer, além de preparar envolve a identificação da natureza da pesquisa ou a realização de um experimento para revisar se uma mudança ocasiona uma melhoria do processo.


(2) Realizar a elicitação: apresenta as atividades realizadas para compreender as necessidades das partes interessadas, isso pode envolver diretamente com as partes interessadas ou através de pesquisas ou experimentos.


O guia (BABOK, 2015) recomenda as seguintes técnicas para elicitação: Benchmarking e Análise de Mercado, Brainstorming, Análise das Regras do Negócio, Jogos Colaborativos, Modelagem de conceitos, Mineração de dados, Modelagem de Dados, Análise de documentos, Grupos focais, Análise da interface, Entrevistas, Mapas mentais, Observação, Análise do processo, Modelagem de processos, Prototipagem, Pesquisa ou Questionário e Oficinas.


(3) Confirmação dos resultados da elicitação: garantir que as partes interessadas tenham uma compreensão compartilhada dos resultados da elicitação e que seja registrada, além disso esta tarefa visa comparar as informações coletadas a fim de localizar lacunas e incoerências.


(4) Comunicar as informações de análise dos negócios: fornecer as informações às partes interessadas de forma útil e usando termos e conceitos certos. (5) Gerenciar a colaboração das partes interessadas: apresenta toda a atividade com as partes interessadas para envolver no processo.


Após a etapa de elicitação e identificação das funções dos requisitos, os mesmos são aprovados, definidos, nomeados e alocados de forma que seja mais fácil sua recuperação, pelas demais partes interessadas.


# Referências bibliográficas


ALEIXO, S.R (2021). "Requisitos funcionais e Requisitos não funcionais". Digital Innovation One.


BABOK - INTERNATIONAL INSTITUTE OF BUSINESS ANALYSIS (IIBA). Um Guia Para O Corpo de Conhecimento de Análise de Negócios (Guia Babok). Canadá: International Institute of Business Analysis (IIBA), 2011, 2015.


PERUZZINI, M. & MARILUNGO, E. & GERMANI, M. (2015). "Structured requirements elicitation for product-service system". International Journal of Agile Systems and Management. 84. 189-218. 10.1504/IJASM.2015.073516.


POHL, K. (2016) "Requirements Engineering". Grundlagen, Prinzipien, Techniken, 1 Auflage, Dpunkt Verlag. ISBN 3-89864-342-5.

0
1

Comentários (0)

None

Brasil