0

CRUD para futuros programadores inclusive EU!

Camilo Neto
Camilo Neto

CRUD para futuros programadores inclusive EU!


Vamos entender de uma maneira bem simples como é feito o CRUD (Create, Read, Update e Delete) em qualquer linguagem Orientada a Objetos utilizando as boas práticas.

Entenda bem! – OO (Orientada a Objetos) e não OG (Orientada a Gambiarra).

Primeiramente devemos lembrar o que é um objeto de um jeito descomplicado, um objeto pode ser qualquer coisa que possua características (atributos) e ações (métodos). Ou seja, um livro, uma pessoa, uma compra – uma compra? Sim! Uma compra, ela possui produtos, valores, etc.... Sendo assim, podemos então ter um objeto como uma abstração da nossa imaginação sendo ele “palpável” ou não.

Agora que lembramos o que é um objeto vamos agora inserir no contexto do CRUD. O que é o danado do CRUD? O CRUD, como falei acima, nada mais é do que criar, ler, atualizar ou apagar um objeto de um banco de dados (lembrando que estou falando aqui sempre para novos programadores assim como eu). Então quais seriam as ferramentas necessárias para isso? Explico logo abaixo:

Vamos começar imaginando que queremos fazer um CRUD de filmes em um banco de dados qualquer (aqui estou utilizando Angular já que é o framework que estou aprendendo) quero salientar que nesse artigo não é para ninguém ficar olhando o código em si quero que vocês entendam a estrutura.

1 - Primeiramente definiremos o nosso objeto: para isso vamos criar uma classe que diga o que contém o nosso objeto: 


Criamos aqui a classe Filme que possui como atributos: id (identificador no banco de dados), título, urlFoto(endereço na net da foto), dtLancamento(data do lançamento), descrição, nota, urlIMDb(endereço do filme no IMDb, gênero(comédia, aventura, ação, etc...)


2 - Precisamos agora criar algo que servirá de “meio de transporte” do nosso objeto para o banco ou do banco para o programa. Vamos imaginar que esse ALGO é um veículo que vai pegar o nosso objeto da tela e colocar em nosso banco de dados ou que vai trazer esse objeto do nosso banco de dados até a nossa tela. Um local onde haverá a comunicação entre a nossa telinha e o banco de dados (no mundo de programação isso se chama de service ou serviço no bom português).

filme.service.ts

Ou seja, ai temos um “carrinho” que vai pegar o nosso objeto (filme) e levar para o endereço do banco (não fique olhando para o código, o principal é entender como ocorre a comunicação e o leva e traz dos objetos no banco) 


3-  Ok, já temos uma maneira de levar, trazer, editar e apagar o objeto (CRUD)! Agora como eu vou utilizar isso em tela? Preciso de uma ponte de comunicação entre a tela e esse danado de “carrinho” que leva e traz os objetos!! Ai que entra o módulo (regra de negócio) que vai pegar os dados da tela, escritos pelo usuário, e chamar o “carrinho”. Vamos ao nosso exemplo:

Aqui temos um exemplo de salvar! O que será que acontece quando apertamos o botão salvar?!



cadastro-filmes.component.ts



Sem muito arrodeio (como diria o sertanejo) vou te explicar o que acontece ai!

  •  O nosso formulário está lá na nossa tela e ele precisa ser chamado em nosso código. Observe que o nosso “carrinho” também foi chamado (inicializado);
  •  Quando o usuário aperta o botão salvar o Angular pega os dados que está no formulário em tela (getRawValeu()) e passa esses dados para o nosso objeto;
  • Agora só nos resta chamar o “carrinho” e levar o nosso dado para o banco de dados!


Pronto! Agora entendemos os caminhos que o objeto percorre para fazer o CRUD de uma maneira bem simples (já que os outros processos seguem mais ou menos o mesmo caminho do salvar)!

Eu vou resumir ainda mais todo o processo de salvar sendo que agora eu vou da tela até o banco de dados (utilizando as extensões de arquivos do angular):

  • Usuário digita o formulário em tela (cadastro-filmes-component.html)
  • Ao apertar o botão salvar esses dados entra em um objeto(filme) e é chamado o serviço que irá persistir (levar) o objeto até o banco (cadastro-filmes-component.ts)
  • O serviço que leva até o banco de dados também precisa ser criado (ele não vai surgir do nada não é?) (filmes.service.ts)
  • O objeto chega até o nosso banco de dados


Mais resumido ainda!

Tela > regra de negócio > persistência banco de dados > banco de dados.


Espero ter ajudado a algumas pessoas que, assim como eu, tiveram alguma dificuldade em entender como funciona o CRUD de uma maneira prática.




Escrito por: Camilo Uchôa

E-mail: camilo.uchoa@gmail.com

Agradecimentos:

Digital Innovation One

Professor: Renan Rafael Bertoldo (criador do exemplo utilizado em nosso artigo)




0
0

Comentários (1)

1
Cauã Santos

Cauã Santos

27/03/2021 16:07

Se você sabe fazer um CRUD, já tem a base pra desenvolver qualquer aplicação Web. Aliás, a base é a mesma para outras linguagens. Outro eu fiz uma aplicação semelhante, quase feita do mesmo jeito, só que em Python, usando o Flask-RESTX.

None

Brasil