4

Como ser o programador junior que toda empresa quer contratar

#Programação para Internet #Lógica de Programação #Open Innovation
Carlos Filho
Carlos Filho

Olá ,Devs.

tudo bom?

O que mais ouvimos falar é que o mercado de programação está muito aquecido, que existem muitas vagas e que os programadores e programadoras estão escolhendo emprego. OK, é verdade. Mas onde estão as vagas para pessoas iniciantes?

Depois de estudar tanto, praticar e não aguentar mais de ansiedade de saber o quanto ainda precisamos aprender para sermos considerados bons no que fazemos, o maior problema que enfrentamos na área de desenvolvimento de software é conseguir o primeiro emprego. Depois do primeiro emprego, tudo ficará mais fácil.


Aprenda a expor seus pontos fortes

Já percebi nas mentorias e em entrevistas com pessoas em nível iniciante (estagiários(as) e juniores) que o que elas mais fazem é dizer o que ainda não sabem.

  • Eu sei Python, mais ainda não sei Orientação a Objetos
  • Já faço aplicações com JavaScript, mas ainda não domino PWAs
  • Eu uso AWS, mas ainda não sei criar um pipeline no Jenkins

Olha, eu fico bem feliz de saber que você tem noção da importância da orientação a objetos, de que está antenado(a) com o mercado e conhece as PWAs e que já deve ter ouvido falar de continuous integration e o uso do Jenkins ou outras ferramentas do tipo, mas o que eu quero ouvir mesmo de você é o que você sabe fazer.

Se você sabe Python, o que você já fez com a linguagem? Se você faz aplicações com JavaScript, quais aplicações você fez? Se usa AWS, o que foi que você usou da plataforma?

Você tem muito para falar sobre seu conhecimento, você só não se valoriza. Na hora da entrevista a maioria das pessoas em nível júnior se auto-sabotam. Até mesmo depois de algum tempo de área nós fazemos isso, mas no início de carreira é extremamente recorrente.


Você precisa saber uma linguagem de programação

Como existem muitas linguagens, muitas ferramentas e muitas vagas com requisitos absurdos, pessoas iniciantes se perdem em “o que eu devo saber?”.

Você deve buscar um foco. Analise o mercado e veja quais são as tecnologias que você vai precisar estudar e foque nelas. Com certeza você vai ver uma lista imensa de linguagens e frameworks, mas todas essas coisas são apenas ferramentas para um mesmo objetivo.

Se você quer trabalhar com backend, temos Python, PHP, Java, C# e JavaScript como linguagens com muita oportunidade de mercado, mas sabendo bem qualquer uma delas você consegue aprender outra com menos dificuldades. Se você quiser aprender todas de uma só vez, vai cair na armadilha da paralisia por analise e não vai sair do lugar. Você nunca terá um portfólio (comento sobre isso mais para frente) para apresentar em uma entrevista ou no seu currículo.

Foque naquilo que mais te interessa: a empresa ou a área de atuação onde você gostaria de trabalhar está usando o que?


Um framework, não todos

Principalmente para quem trabalha com JavaScript, a quantidade de frameworks e bibliotecas que existem é inimaginável. Mas vou te contar um segredo: você não vai usar todos eles no seu trabalho.

Assim como a linguagem de programação, você precisa olhar o mercado e entender qual é a ferramenta que vai te empregar. No começo da sua carreira você não vai entender o porque que uma ferramenta é melhor que a outra para resolver um problema específico. Isso virá com o tempo e nós, quando entrevistamos, não esperamos que você saiba de tudo. Queremos que você tenha conhecimento do que usamos na empresa para que a sua inserção na equipe não seja tão difícil. Lembra que a empresa não é sua amiga? Então, aqui ela quer que você entre dando resultados, lucro, apesar disso ser contraditório e bem escroto, não quer ter que te ensinar o básico do básico do uso das ferramentas que ela utiliza.

Se gostou deixe seu comentário e o gostei tambem!!!!

0
5

Comentários (9)

0
Iuri Salgado

Iuri Salgado

15/10/2021 20:31

Top hein. Acredito que o meu problema e o de muitos de nós inicantes enfretamos, é de querer correr contra o tempo e tentar conhecer tudo que os mais experiêntes levaram anos para dominar! A ansiedade nos sabota e precisamos, nesse momento trabalhar nossa paciência e foco, além de ter as bases da stack que queremos trabalhar muito bem estaelecidas. Nossa Hora vai chegar! hehe

Obrigado pelo texto,

1
Antonio Barros

Antonio Barros

26/09/2021 17:40

Muito bom, ter objetivos e foco onde quer chegar e montar um estrategia para conseguir, parabéns bom artigo.

2
Nicolas Vicko

Nicolas Vicko

25/09/2021 19:31

Muito obrigado pelo Artigo! gostei muito!!!

2
T

Taian Machado

25/09/2021 17:37

Ótimo texto, não podemos esquecer disso as empresas procuram pessoas que realmente sabem sobre a tecnologia que usam e se aprofundam nela.

2
Danilo Pinheiro

Danilo Pinheiro

25/09/2021 16:13

Boa tarde, meu caro @CarlosFilho... esse post seria interessante descreve-lo por pontos ou itens... fica a dica...

4
Francisco Araújo

Francisco Araújo

25/09/2021 14:30

Muito obrigado, foi bem esclarecedor. Tô começando agora no segmento e tenho mil dúvidas na cabeça. Como começar? Onde focar? Qual linguagem aprender primeiro? É uma loucura!

2
Leandro Carvalho

Leandro Carvalho

25/09/2021 18:21

Muito obrigado pelo artigo incrivel e esclaredor.

2
Yanna Peçanha

Yanna Peçanha

25/09/2021 15:50

Muito bom! Parabéens!

2
Wellington Nascimento

Wellington Nascimento

25/09/2021 15:49

Presado, Boa Tarde

Gostei de sua explicação, por isso tenho foco em apenas uma linguagem no momento, que esta esta sendo usada na empresa que tenho interesse, fiz uma pesquisa com quem trabalha nesta Empresa e descobri que eles contratam quem tem conhecimento em Front-end, jQuery, HTML5 e CSS3. Por fim, estou aprofundando na marcação de texto e estilização e indo mais a fundo do JS. A final, com essa explicação sua tive a certeza que estou no caminho certo.

Obrigado por você esta explicando para nós jovens DEV´s o caminho a percorrer.


Que DEUS sempre esteja na sua vida....

sempre disposto a enfrentar as montanhas que vierem pela frente.

Brasil