0

Comandos e instruções básicas em C# para iniciantes.

Nayara Loureiro
Nayara Loureiro

Quando você for estudar uma determinada linguagem de programação, além de já ter uma base sobre a lógica de programação, é importante também que você realize um estudo prévio a respeito dos conceitos a respeito dos comandos, instruções e expressões dessa linguagem. Alguns destes conceitos e dicas podem ser encontrados junto à documentação daquela linguagem, ou mesmo, dentro da documentação do framework utilizado em combinação com determinada linguagem, como como ocorre com a linguagem C# e a plataforma .NET.


Se você é um iniciante em C#, assim como eu, faremos um breve estudo sobre algumas instruções, comandos básicos dessa linguagem.

 

Em C#, há diversos tipos de instruções que podem ser utilizadas em um bloco de códigos, sendo elas:

 

·      Instruções de declaração

·      Instruções de expressão

·      Instruções de seleção

·      Instruções de iteração

·      Instruções de atalho

·      Instruções para tratamentos de exceções

 

Considerando que o nosso estudo é breve e básico, me primeiro momento, faremos apenas uma análise das instruções de declaração e seleção, deixando o estudo sobre as demais instruções para outra oportunidade, uma vez que o conteúdo é bastante extenso.

 

Então, mãos à obra!

 

1.    Instruções de declaração

 

Instruções de declaração são mecanismos para introdução de variáveis ou constantes. Contudo, é importante lembrar que, em uma variável, a atribuição de valor é opcional, enquanto que em uma constante, a atribuição é obrigatória. Portanto, será comum você observar a declaraçãos destes tipos, do seguinte modo:


Variable declaration statements:

double area;

double radius = 2;

 

Constant declaration statemens:

const double pi = 3.14159;

  

Noutro sentido, devemos lembrar que os tipos de instruções de declaração são subdivididos em: simples declarações (float, string, MyClass) e declarações com inicializadores (char, var, int).


 

2.    Instruções de seleção

 

Instruções de seleção são mecanismos que permitem que você classifique, ramifique para diversas seções de código, que dependem de uma ou mais condições especificadas, sendo elas: if e switch.

 

A instrução if destina-se a seleção de um elemento para ser executado com base no valor de expressões. Essa instrução pode ser isolada ou trabalhada em conjunto com else ou else if. Observe os exemplos abaixo:

 

a)    If - else:

 

DisplayWeatherReport(15.0); // Output: Cold.

DisplayWeatherReport(24.0); // Output: Perfect!

 

void DisplayWeatherReport(double tempInCelsius)

{

                      if (tempInCelsius < 20.0)

                     {

                                 Console.WriteLine("Cold.");

                     }

                      else

                       {

                                 Console.WriteLine("Perfect!");

                      }

}

Fonte: Site da Microsoft.

 

b)    If:

 

DisplayMeasurement(45); // Output: The measurement value is 45

DisplayMeasurement(-3); // Output: Warning: not acceptable value! The measurement value is -3

 

void DisplayMeasurement(double value)

{

                     if (value < 0 || value > 100)

                     {

                                 Console.Write("Warning: not acceptable value! ");

                     }

 

                                 Console.WriteLine($"The measurement value is {value}");

}

Fonte: Site da Microsoft.

 

 

c)     If - else if:

 

DisplayCharacter('f'); // Output: A lowercase letter: f

DisplayCharacter('R'); // Output: An uppercase letter: R

DisplayCharacter('8'); // Output: A digit: 8

DisplayCharacter(','); // Output: Not alphanumeric character: ,

 

void DisplayCharacter(char ch)

{

                     if (char.IsUpper(ch))

                     {

                                 Console.WriteLine($"An uppercase letter: {ch}");

                      }

                      else if (char.IsLower(ch))

                      {

                                  Console.WriteLine($"A lowercase letter: {ch}");

                      }

                     else if (char.IsDigit(ch))

                     {

                                 Console.WriteLine($"A digit: {ch}");

                     }

                     else

                     {

                                 Console.WriteLine($"Not alphanumeric character: {ch}");

                     }

}

Fonte: Site da Microsoft.

 

 

Já a instrução switch compreende a seleção de uma determinada lista a ser executada conforme a disposição de padrões. Observe o exemplo abaixo:

 

DisplayMeasurement(-4); // Output: Measured value is -4; too low.

DisplayMeasurement(5); // Output: Measured value is 5.

DisplayMeasurement(30); // Output: Measured value is 30; too high.

DisplayMeasurement(double.NaN); // Output: Failed measurement.

 

void DisplayMeasurement(double measurement)

{

   switch (measurement)

   {

       case < 0.0:

           Console.WriteLine($"Measured value is {measurement}; too low.");

           break;

 

       case > 15.0:

           Console.WriteLine($"Measured value is {measurement}; too high.");

           break;

 

       case double.NaN:

           Console.WriteLine("Failed measurement.");

           break;

 

       default:

           Console.WriteLine($"Measured value is {measurement}.");

           break;

   }

}

Fonte: Site da Microsoft


Observe que, o conjunto de cases corresponde a lista implementada no comando switch.


Em relação ao switch também é importante falarmos sobre as instruções que trabalham em conjunto com esse mecanismo, sendo elas: case, break e default.

 

Case - em combinação com switch, o case integra uma estrutura condicional que define códigos a serem executados com base em condições. Por exemplo:

 

1. switch (variável)

2. {

3. case valor1:

4.       // código para o valor1

5. break;

6. case valor2:

7.       // código para o valor2

8. break;

9. default:

10.    // código para o valor3

11. break;

12. }

Fonte: Site do DEVMEDIA

 

Observe que, na linha 1, o switch está definindo uma variável que iremos comparar. Por isso, na linha três já inserimos a variável a ser declarado no case. Se o case for igual ao switch, o código para o valor1 será executado, e assim sucessivamente.

 

Break - O comando break, normalmente, é utilizado em estruturas de repetição e/ou em conjunto com as instruções switch/case para causar uma interrupção imediata, para continuar a execução do programa na próxima linha após a estrutura. Isso irá acontecer, até que a condição imposta seja alcançada.

 

Observe que, no exemplo acima, o comando break foi utilizado para executar a linha de código, pois, caso não utilizado, os demais cases subsequentes serão executados. Dessa forma, podemos concluir que, a omissão de comando pode culiminar na execução infinita do bloco de códigos, sendo semelhante a um looping.

 

Default - é utilizado para definir um código alternativo para o caso de os demais códigos contidos nos demais cases especificados não sejam atendidos. Logo, veja que, no exemplo acima, se a variável do switch não for igual aos valores contidos nos cases, o programa irá executar o código declarado no bloco default, o qual corresponde ao código para o valor3.


Repare que, mesmo no comando default devemos utilizar o comando break para indicar a pausa no código implementado no default também.


 

3. O comando Console


Sabemos que a linguagem C# é, comumente, utilizada com a plataforma .NET. Por isso, no estudo dessa linguagem faz-se necessário realizar um estudo sobre sobre alguns comandos também.


Em um bloco de código em C# com o referido framework, é comum observarmos aplicações dos comandos Console.WriteLine e Console.ReadLine.


Isso porque, em resumo, o Console é um MÉTODO utilizado em .NET para representar o fluxo de entradas e saídas de uma aplicação. Em combinação com o WriteLine, esse método irá gravar a informação padrão, seja ela, string, object, double, char, decimal, entre outros. Tudo isso dependerá do tipo de informação que você pretende que o seu código armazene, pois basicamente, o comando Console.WriteLine irá realizar função semelhante ao comando “cout<<” na linguagem C++.

 

Já o Console.ReadLine irá ler a informação continda do fluxo de entrada, de forma a demonstrar ao programa, a informação que o usuário inseriu e que é para ser lido. Com isso, podemos afirmar que, Console.ReadLine

fará as vezes do comando “cin>>” assim como ocorre na linguagem C++.

 

Vale ressaltar que, esses dois comandos não precisam ser utilizados de forma conjunta, não havendo necessidade de que um acompanhe o outro, pois inexiste relação de dependência. Logo, é possível que, alguns blocos de códigos você verifique apenas o uso do Console.WriteLine, enquanto que, em outro você verá o uso apenas do Console.ReadLine.


Contudo, é sempre importante frisar que, se você for iniciante nesse tipo de sistema, nas primeiras tentativas, a implementação desses comandos pode ser confusa e erros poderão surgir. No entanto, isso é uma consequência comum para iniciantes, uma vez que somente a prática poderá reduzir eventuais entraves.


 

REFERÊNCIAS:

 

Instruções de seleção (referência de C#). MICROSOFT, publicado em 14 mai.2021. Disponível em:<https://docs.microsoft.com/pt-br/dotnet/csharp/language-reference/statements/selection-statements#code-try-0> Acesso em: 17 set.2021.

 

C#: Switch/Case. DEVMEDIA Disponível em:< https://www.devmedia.com.br/csharp-switch-case/38214> Acesso em: 17 set.2021.


Espero ter ajudado com este conteúdo inicial. Logo, estarei disponibilizando outros conteúdos sobre essa linguagem poderosa combinada com .NET.


Até breve!

0
1

Comentários (1)

0
Senir Oliveira

Senir Oliveira

18/09/2021 14:14

Nayara, vou dá uma olhada nas suas referências.



Graduanda em Análise e Desenvolvimento de Sistemas na FATEC de Mogi das Cruzes. Advogada desde 2018.Bacharel em Direito pela Universidade Braz Cubas em 2017.

Brasil