0

Aprenda MS-DOS e seus scripts bat no Windows

#Informática Básica #Arquitetura de Sistemas #QA
Vagner Bellacosa
Vagner Bellacosa

Origem do MS DOS e o seu ilustre filho Shell DOS



Salve Padawan, em continuação a comemoração do Dia do Programador vamos falar um pouco sobre o Software que popularizou o uso dos microcomputadores e foi fator decisivo para milhões de programadores de baixa plataforma iniciarem sua jornada.



Um trabalho do controverso Bill Gates, as vezes amado outras vezes odiado, mas que foi um dos grandes nomes da computação e continua sendo, reunindo as melhores cabeças na Microsoft.


Em desenvolvimento de software é muito utilizado para arquivos em lote, testes integrados, criação de massa de teste e manipulação de arquivo, servindo para chamar aplicativos internos e configurar o interior do Windows.


MS-DOS a origem



Existem inúmeras lendas, a que eu mais gosto de perpetuar foi o grande lance com a IBM, nos fins da década de 70 do século passado, o mundo da computação empresarial sofreu um cataclismo, o Unix vinha conquistando espaço ao Z/OS, a Apple de brinquedo interessante apresentou uma solução comercial, o Sinclair e dezenas de outros microcomputadores de 8 bits popularizaram a informática, muitos rodando o CPM (Control Program for Microcomputers ), um dos primeiros sistemas operacionais a ser largamente utilizado.


A IBM começa a década de 80, tentando recuperar o controlo da situação, forçando seus engenheiros a produzirem um computador pessoal superior e abrir um novo campo de receitas. O plano deu certo é surgiu o PC XT, porém acostumados aos Mainframe e na tentativa de inovar num novo nicho, resolveram comprar um Sistema Operacional Raiz, ai vem o pulo do gato, Gates apresenta a sua solução o Microsoft Disk Operation System, lembrem se que os disquetes eram os reis, e com isso, vendeu O MS-DOS, porém sem tê-lo, era apenas o MVP.


Com a venda concretizada, iniciou a jornada para produzir todas as funcionalidades, na pratica compraram um clone do CPM, que por sua vez era um clone do Unix, o resto todos conhecem e a Microsoft é um império.


Windows 3.1.1



Após uma visita aos laboratórios da Xerox, viram que o futuro era pacotes gráficos, com uso de janelas e ícone, no final da década de 80 surgiu o Windows, e a versão comercial estável e funcional foi o Windows 3.11.


Que funcionava perfeitamente para iniciantes e processos simples, mas um glutão de memória e cpu, obrigava o uso de inúmeros discos de arranque, cada qual com seu próprio Autoexec.Bat e Config.Sys, que permitiam a melhor combinação de memória para uso de aplicativos. Numa época que a memória baixa era limitada a 640 kilobytes.


Para processos em lotes e funções avançadas a maior parte dos micreiros utilizam a linha de comando MS-DOS, o shell script da Microsoft, coisa presente até nossos dias.


Windows 95 / 98 / Millenium



Mais do mesmo, cada vez mais poderosos, eliminando gradualmente a necessidade do operador comum a utilizar comandos shell ou scripts. Lindas janelas e suas famosas Telas Azuis da Morte, vamos parando por aqui, a conversa vai bem longe. Vou me ater nos script e fabulosas funcionalidades 


No artigo sobre Extensões de arquivo, entenderá o funcionamento dos arquivos BAT e Sys, aqui aproveitamos para trabalhos em lote, copia, renomeação e migrações.


Linux Versus MS-DOS



A guerra começou nos anos 90 e continua firme e forte, temos de um lado os tiozões de cabelos brancos e os jovens milleniais, eu sou raiz no MS-DOS, conheço o Linux, mas nunca fui seduzido por esta chamada.


Meu problema e que tudo o que sempre quis fazer, funcionava lindamente em MS-DOS, então nunca vi vantagem ou senti necessidade de reaprender tudo e iniciar numa nova jornada. Sou um DOSeiro e amo de coração com memorias carinhosas e boas histórias deste software, a título de curiosidade inicie-me neste mundo pelo CP/M.


Arquivo de Lote



Um arquivo de script bat é um conjunto de comandos de MS-DOS que auxiliam a otimizar as tarefas e criar processos batchs em ambiente Windows. Também chamado de Scripts permite mover arquivos entre diretórios, renomear ou criar arquivos em lote de acordo com sua necessidade.


Arquivos de extensão .BAT são os script chamados via linha de comando .



O canivete suíço.



Vamos chamar o MS-DOS existem diversas maneiras de inicia-lo, usando a Tecla Windows + R, CMD e voai-la.



Win + R
CMD



A vantagem é a criação de arquivos batchs para funções repetitivas, uso e abuso de criação de arvores de estruturas, imagine renomear dezenas de arquivos, editar atributos dos arquivos, movimentar fontes entre diretórios e por ai afora, vamos conhecer os principais comandos.


Date


Exibe e permite a modificação data do sistema



Time


Exibe e permite a modificação a hora do sistema



Ver


Exibir a versão do MS-DOS



Dir


Exibe os arquivos existentes no diretório



Cls


Limpa a tela



Md


Cria um diretório



Cd


Abre um diretório



Tree


Exibe a arvore de diretório



Rd


Remove um diretório



Chkdsk


Verifica o disco rígido 



Ren


Renomeia um arquivo



Del


Apaga um arquivo



Echo


Exibe string de texto no prompt do comando



Copy


Permite a copia de arquivos



Attrib


Definições ocultas do arquivo



Atributos dos arquivos
 R  Atributo de arquivo somente leitura.
 A  Atributo de arquivo morto.
 S  Atributo de arquivo do sistema.
 H  Atributo de arquivo oculto.


Call


Chama um arquivo 



Set


Lista as variáveis de controle



Por que usar o Prompt de Comando?



A principal vantagem e trabalhos em lote, possibilidade de automatizar uma função, criar arquivos BATs para processos longos, estartar aplicativos em linha de comandos e o principal trabalhar em BIG DATA, pois as vezes as inúmeras janelas acabam estorvando e atrapalhando algumas etapas.


Vale explorar as inúmeras funcionalidades no prompt do comando, usando o GIT Hub, O Yarn, o Chocolatery, Node.Js, NPM e tantas outras ferramentas que convido os amigos a explorarem.


Conclusão


Este artigo serviu para relembrarmos algumas peripécias do MS-DOS desde a década de 80 até aos nossos dias, uma aventura com muitas idas e vindas, inclusão e supressão de comandos, renegando-o aos miolos do Windows, sendo ostracionado e com a força de um místico guerreiro ressurgiu das cinzas.


Firme e forte em milhões de terminais de DEVs espalhados pelo mundo. Que a força fique convosco. Qualquer dúvida é só chamar.


Espero ter ajudado ate o próximo artigo.


 Mais momento jabá, para distrair, visite meu vídeo e veja para onde fui desta vez: https://www.youtube.com/watch?v=bsxaq0Xgv-c


Bom curso a todos.


 https://www.linkedin.com/in/vagnerbellacosa/


 https://github.com/VagnerBellacosa/


Pode me dar uma ajudinha no YouTube?


 https://www.youtube.com/user/vagnerbellacosa

0
13

Comentários (0)

Analista Programador dinossauro IBM Mainframe

Brasil