0

a #DIOProGrátis;com TYPESCRIPT

A
Alfredo Neto

O TypeScript é um superconjunto tipado de JavaScript, destinado a tornar a linguagem mais escalável e confiável.

É de código aberto e é mantido pela Microsoft desde que o criou em 2012. No entanto, o TypeScript teve sua inovação inicial como a principal linguagem de programação no Angular 2. Continua crescendo desde então, também nas comunidades React, Vue e agora mais recentemente com o lançamento do Deno 1.0.

Neste tutorial, você aprenderá o básico do TypeScript com a ajuda de exemplos práticos.

Vamos começar.

Instalando o TypeScript

Antes de começarmos a codificar, precisamos instalar o TypeScript em nosso computador. Vamos usar npmisso, basta abrir o terminal e digite o seguinte comando:

npm install -g typescript
ou
yarn global add typescript

Uma vez instalado, podemos verificá-lo executando o comando tsc -vque exibirá a versão do TypeScript instalado.

Escrevendo algum código

Vamos criar nosso primeiro arquivo TypeScript e escrever um código dentro dele. Abra seu IDE ou Editor de Texto favorito e crie um arquivo com o nome example.ts - Para arquivos TypeScript, usamos a extensão.ts

Por enquanto, apenas escreveremos algumas linhas de JavaScript antigo simples, pois todo o código JavaScript também é um código TypeScript válido:

let x = 3;  
let y = 5;  
let z = a + b;

console.log(z);

O próximo passo é compilar nosso TypeScript em JavaScript simples, pois os navegadores esperam arquivos .js.

Compilando TypeScript

Para compilar, executaremos o comando de tsc filename.ts, que cria um arquivo JavaScript com o mesmo nome de arquivo, mas com uma extensão diferente, e que eventualmente podemos transmitir aos nossos navegadores.

Portanto, abra o terminal no local do arquivo e execute o seguinte comando:

tsc example.ts

Dica : Se você deseja compilar todos os arquivos TypeScript dentro de qualquer pasta, use o comando:tsc *.ts

Tipos de dados

TypeScript - como o próprio nome sugere - é a versão tipada do JavaScript. Isso significa que podemos especificar tipos para diferentes variáveis ​​no momento da declaração. Eles sempre manterão o mesmo tipo de dados nesse escopo.

A tipagem é um recurso muito útil para garantir confiabilidade e escalabilidade. A verificação de tipo ajuda a garantir que nosso código funcione conforme o esperado. Além disso, ajuda na busca de bugs e erros e na documentação adequada do nosso código.

A sintaxe para atribuir um tipo a qualquer variável é escrever o nome da variável seguido por um sinal : e, em seguida, o nome do tipo seguido por um sinal de =e o valor da variável, caso já queira atribuir valor à variável.

Existem três tipos diferentes no TypeScript: o any, os tipo Built-in e os tipos User-defined. Vamos dar uma olhada em cada um deles.

Tipo any

O de dados any é o superconjunto de todos os tipos de dados no TypeScript. Dar a qualquer variável o tipo de anyé equivalente a desativar a verificação de tipo de uma variável.

let myVariable: any = 'This is a string'

Tipos incorporados

Esses são os tipos criados no TypeScript. Eles incluem numberstringbooleanvoidnullundefined.

let num: number = 5;  
let name: string = 'Alex';  
let isPresent: boolean = true;

Tipos definidos pelo usuário

Os tipos User-defined incluem enumclassinterfacearray, e tuple. Discutiremos alguns deles posteriormente neste artigo.

Programação orientada a objetos

O TypeScript suporta todos os recursos da programação orientada a objetos, como classes e interfaces. Esse recurso é um grande impulso para o JavaScript - ele sempre lutou com sua funcionalidade OOP, especialmente desde que os desenvolvedores começaram a usá-lo para aplicativos de grande escala.

Classe

Na programação orientada a objetos, uma classe é o modelo de objetos. Uma classe define como um objeto seria em termos de recursos e funcionalidades desse objeto. Uma classe também encapsula dados para o objeto.

O TypeScript possui suporte interno para classes que não são suportadas pelo ES5 e versões anteriores. Isso significa que podemos usar a palavra class para declarar facilmente uma classe.

class Car {

// fields
  model: String;  
  doors: Number;  
  isElectric: Boolean;

constructor(model: String, doors: Number, isElectric: Boolean) {  
    this.model = model;  
    this.doors = doors;  
    this.isElectric = isElectric;  
  }
// methods
displayMake(): void {  
    console.log(`This car is ${this.model}`);  
  }

}

No exemplo acima, declaramos uma classe Car, juntamente com algumas de suas propriedades, que estamos inicializando no constructor. Também temos um método que exibia alguma mensagem usando sua propriedade

Vamos ver como podemos criar uma nova instância desta classe:

const Prius = new Car('Prius', 4, true);  
Prius.displayMake(); // This car is Prius

Para criar um objeto de uma classe, usamos a palavra-chave newe chamamos o construtor da classe e passamos as propriedades para ela. Agora este objeto Priustem suas próprias propriedades de modeldoorsisElectric. O objeto também pode chamar o método de displayMake, que teria acesso às propriedades de Prius.

Interface

O conceito de interfaces é outro recurso poderoso do TypeScript, que permite definir a estrutura das variáveis. Uma interface é como um contrato sintático ao qual um objeto deve estar em conformidade.

As interfaces são melhor descritas através de um exemplo real. Então, suponha que tenhamos um objeto de Car:

const Car = {  
  model: 'Prius',  
  make: 'Toyota',  
  display() => { console.log('hi'); }  
}

Se olharmos para o objeto acima e tentarmos extrair sua assinatura, seria:

{  
  model: String,  
  make: String,  
  display(): void  
}

Se quisermos reutilizar essa assinatura, podemos declará-la na forma de uma interface. Para criar uma interface, usamos a palavra-chave interface.

interface ICar {  
  model: String,  
  make: String,  
  display(): void  
}

const Car: ICar = {  
  model: 'Prius',  
  make: 'Toyota',  
  display() => { console.log('hi'); }  
}

Aqui, declaramos uma interface chamada ICare criamos um objeto CarCaragora está vinculando a interface ICar, garantindo que o Carobjeto defina todas as propriedades que estão na interface. Todo objeto que implementar a interface ICar obrigatoriamente deverá possuir os mesmos métodos e atributos.

0
0

Comentários (0)

alfredo gelk neto

Brasil