6

5 fatos marcantes da minha mudança de "foco" para virar desenvolvedor, fica a dica.

#Java #Python #.NET C#
Marllam Ghanbarian
Marllam Ghanbarian

Esse post pode ser catalogado de "motivacional", então bora adicionar esse tag. Vai dedicado principalmente às mulheres, porque por muitos anos a programação foi vista como "algo fora do nível feminino", ainda sabendo que somos capazes de aprender qualquer conceito e habilidade com o mesmo sucesso que um homem.


Mesmo assim, todos esses comentários familiares, e esse olhar social de que a mulher não é feita para isso ou aquilo, afeta nossa autoestima na hora de fazer a escolha certa, e de perseverar nos nossos sonhos; nos faz sentir mais fracas e com complexos de "não posso", mas vamos fazer o "já não mais" cultural, com ações. Bora?

 

1-     Elimine os preconceitos sobre seu potencial, motivações e futuro.


a)    O mito sobre descobrir sua paixão.

Venho de uma geração onde a pergunta era qual é sua paixão? Você falava... "sei lá, muitas coisas", e aí você era olhado como imaturo, e tudo mundo falava "tem que escolher sua paixão porque isso é o que você fará toda sua vida, será sua carreira".


Lembro que para alguns a pressão era tal que iam para psicólogos, tomavam teste vocacional e ainda assim largavam carreiras pela metade (1, 2, 3, 4... contador= +1), logo pegavam ano sabático, e nada dava certo, porque realmente era atemorizante se casar com uma carreira. Nem tinham chance de conhecê-la antes, era pior que casamento arrumado com a noiva tirando o velo recém na igreja do povo.


Quantos não tinham a pressão da "matrícula já paga" pelos pais, as vezes pelos tios, pelo avô, nossa! quanta pressão. A vergonha de trocar de carreira era quase como o divórcio daquela época, na imaturidade valia mais virar mártir.

 

b)     Analise suas motivações.

Pessoalmente, eu respondia que eu gostava de ajudar as pessoas, sempre esteve em voluntariados, e ai achei que era isso o que eu jamais acharia chato de fazer, então aos meus 17 escolhi a carreira de Psicologia, era legal, adorei, é uma paixão, um jeito, gosto de motivar as pessoas, de fato analiso tudo (mas ajudar pode ser feito desde qualquer carreira, foi a motivação errada).


Sabemos que as tecnologias são uma boa garantia para o presente e futuro, e já que investiremos tempo e energia, é bom ser objetivos nas nossas escolhas.


Nesse mesmo ano (2003) meu irmão começava sua carreira como Engenheiro em Informática, ele não gostava de programar, mas sim da parte mais técnica. Sabendo isso, eu tentava convencê-lo de seu futuro maravilhoso se ele escolhesse ser programador, falando da inveja que eu tinha de que essa fosse a paixão dele e ele não estivesse aproveitando. Só olha quanto entusiasmo meu na carreira dele (podem analisar isso também), mas ele não concluiu o curso.

 

c)     Trabalhe sua atitude e convicções.

Com 17 anos, mesmo eu tendo escolhido a carreira de psicologia eu estava tão interessada nos livros do meu irmão, no material dele, eu pedia emprestado e eu criava sites em C++, pegava manual e conectava em rede os computadores de um cybercafé que ele tinha, ele ficava surpreso, e eu explicava "eu só li o manual e fiz o que pedia".


Eu parei nesse tempo por ali, pelas correrias da vida ou principalmente pelas minhas convicções e preconceitos, talvez achei que tinha me casado com a Psicologia, talvez achei que não seria benvinda numa carreira com poucas mulheres no campo laboral, talvez foi tudo junto, mas minha paixão jamais foi uma só.


No final do 2018 decidi parar com uns dos meus trabalhos, o de Psicóloga Clínica, e me focar só no que for trabalho remoto, já estava há muitos anos no trabalho remoto em auditoria e copywriting e não dando certo ainda as consultas online, meus interesses foram os serviços mais volcados à tecnologia.


Me aferrei à convicção que rejeitaria qualquer trabalho que não estivesse ligado a poder ficar na frente do computador, no meu caso em casa, e essa convicção me ajudou a que desse certo.

 

2-     Você pode ter milhões de sonhos, mas na hora de chegar perto precisa fazer foco.

Eu vim parar aqui no Litoral do Brasil, no Nordeste porque outra paixão que eu tenho (das dezenas que tenho) desde meus 13 anos, é o mar e nadar, e morava em Paraguai nos últimos tempos, sorteando inúmeras dificuldades, mas falei para mim "chega de esquecer os meus sonhos", corri atrás e correndo atrás fiz possível o que parecia impossível, (naquele momento era uma mulher divorciada com um filho de 6 anos, mãe só, sem valores positivos na conta, me fale aí se não parecia impossível).


Antes de começar os passos, o objetivo parece ficar longe demais, então fica aí a dica: você comece, comece e se mantenha no caminho, nos esforços diários, vai ficar olhando a meta se aproximar e seu sorriso vai virar cada vez maior.


Como falam muitas vezes aqui na Dio, você só pode ter ganhos nesse caminho. Quando cheguei a Natal corriam lágrimas de felicidade dos meus olhos, uma emoção imensa, e isso é exatamente o que vai acontecer ao finalizar nossos bootcamps, em especial quanto maior seja o desafio.


Quatro dicas bem detalhadas para fazer foco:

1-     Pequenos objetivos para grandes metas: Sempre aponto minhas metas diárias, semanais e globais, e foi assim que atingi meus maiores objetivos, pode usar essa matriz para organizar seus objetivos semanais, e metas gerais. Recomendo usar aquele que inclui "Meta" e "Gratidão". https://foconaprodutividade.com.br/2019/05/08/planner-semanal-para-imprimir-pdf/

 

2-     Faça apontes de tudo:  aponte suas metas, seus pensamentos, o conteúdo do curso, no lugar certo para cada um. É um dos melhores costumes, se for em papel ou digital, mas faça eles como parte chave do seu sucesso.


Particularmente tenho apontes tanto em papeis como digitais, e escrevo no papel o que eu quero fixar mais facilmente na minha memória (como apontes das aulas). Se é um hábito novo, mesmo deixando ele abandonado muitas vezes, persevere e volte a tentar, lembre de mim quando ele vire uma necessidade.

 

3-     Escolha seu trigger: Escolha ações que deixem você com vontade de continuar. Quando finalizo uma parte do curso, sempre dou início ao vídeo seguinte, coloco o título no meu caderno de apontes, e deixo aquela sensação de que comecei uma coisa que devo concluir. Jamais fecho a janela dos cursos sem ter o curso seguinte já iniciado nos primeiros segundos. Além disso, deixo meu caderno de apontes atrapalhando mesmo, perto do meu teclado, não tendo como esquecer.

 

4-     Mantenha o curso na sua frente: Mantenho a janela da plataforma aberta no navegador, então mesmo tendo um dia muito corrido não esqueço de passar por ali e avançar nem que seja um pouco (no pior caso).

 

3- Prepare seu tempo, não adianta estudar dormido.

Faz uns anos que eu decidí fazer foco na carreira de desenvolvedor, mas não me achava numa situação propícia pela falta de tempo.


Uma dificuldade muito grande que eu tive na minha vida, tem sido não ter a paz suficiente para estudar. Quando você está sem tempo o estudo de algo novo pode ser uma pressão a mais. Muito disso por não ter recursos financeiros e viver procurando o pão de cada dia. E realmente termina não dando certo, você tem que preparar esse tempo, liberar esse tempo, para disfrutar seu estudo, não da para fazer o estudo só tirando horas de sono, sabemos que não é o ideal.


Então no ano 2020 eu decidi procurar empregos que valorem mais meu tempo, projetos mais bem pagos, deixar um tempo do dia livre para estudar programação, e olha só, deu certo, então me apontei em uma plataforma remota com um curso de Python bem acessível, e comecei. Vale dizer que não era uma plataforma tão movimentada como essa nem com tanto senso de comunidade.


Achei que estava atingindo meu sonho, mas em abril de 2020 veio a primeira crise do Covid-19, fiquei sem meu emprego remoto e tive que me virar, não tendo chance mental de voltar para continuar o curso, mas tinha achado o jeito, só tinha que voltar a ajeitar e preparar meu tempo. Nesse momento fiz a pausa de colocar o joelho no chão, parei o curso, só para me levantar de novo.


Em março desse ano (2021), depois de um ano de luta consegui ter maior estabilidade como freelancer, mesmo sem ter conseguido trabalhar para outra empresa, por não ter aceito valores baixos, com essa estabilidade e poucas horas de trabalho diárias consegui começar o Bootcamp Localiza, porque eu tinha decidido:

  • Manter esse tempo livre separado.
  • Investir nesse período de FOCO em minhas novas habilidades de desenvolvedora.
  • Ganhar o dobro do ano passado, mas investindo a metade do meu tempo no trabalho (ou seja, ganhar o quádruplo para dispensar a metade de meu dia para o estudo e desenvolvimento pessoal).


Eu fiz foco nesse objetivo, com o objetivo de ter tempo para estudar, e melhorar a qualidade de vida. Sou uma mãe de um menino maravilhoso de 8 anos, então eu precisava liberar mais tempo do meu dia, o tempo de me dedicar a ele, e o tempo de meu estudo. Eu quero que vocês saibam que é possível.


Tenha isso em mente, se prepare para ter tempo livre para estudar e fazer foco. Claro que não é fácil, mas se é esse seu objetivo, acredite que vai atingir. Então prepara sua vida para o estudo, tome as decisões, se dedique, fique umas noites sem dormir, mas resolva seu tempo, sabendo que depois vai ter os direitos que antes não tinha.


Alguns vendem pasteis por delivery nos finais de semana para ficarem mais livres para estudar na semana, outros vão morar na casa de um parente para dividir contas e trabalhar menos, outros vendem produtos nas lojas virtuais, etc. veja qual é seu jeito, mas prepare seu tempo e sua paz para estudar.

 

4- Pesquise as melhores plataformas de ensino.

Com a Dio descobri que as melhores plataformas são as que têm uma comunidade o suficientemente ativa como para motivar e apoiar o aprendizado como uma equipe, porque para muitos o aprendizado remoto pode ser uma coisa nova, mas a comunidade vai fazer você se sentir melhor que numa aula convencional.

 

ESTANDO NA PLATAFORMA, TOCANDO SEU SONHO, SEU FOCO:

Então, para você que achou a plataforma e já está tocando de perto esse sonho, esse objetivo, faça o seguinte:


1-     Participe ativamente dessa comunidade: leia artigos, comente, apoie, aprenda a compartilhar, escreva, pergunte.


2-     Se dedique aos seus estudos:  mantenha um ritmo, estabeleça um mínimo de carga horária diária ou semanal para você mesmo, se dedique cada dia, deixe aberta a plataforma o dia inteiro, tente não esquecer de avançar pelo menos durante 2 horas diárias.


Se não pode, faça alguns intensivos nas noites e finais de semana. Se você consegue maratonar uma série, você consegue maratonar um curso, acredite em você.

 

 

5-     Lembre o que aconteceu comigo, não se rotule ou se limite.

Hoje eu posso dizer que a minha paixão, em termos de "carreira", é aprender cada dia algo novo, ter uma visão integradora das carreiras, estar na frente das demandas laborais mesmo se não tem pretensão de trabalhar dentro de empresas, mas você tem que se preparar para qualquer situação.


Sem ficar obcecada ou casada com uma carreira em particular, eu me sinto maleável, me sinto aberta a desafios novos, e me sinto feliz de servir a través de qualquer carreira ou projeto, principalmente uma carreira tão atraente como a carreira de desenvolvedor. Meu objetivo é estar na frente das tecnologias, ter habilidades atualizadas, adoro o trabalho remoto e sempre gostei de ficar trabalhando no computador.


Então, o ser humano é muito mais complexo de que uma escolha de carreira "perfeita", acredite que você pode aprender qualquer coisa, literalmente, e pode chegar tão longe quanto quiser, coloque isso na sua mente, e não desista. Lembre que hoje em dia, com a informação tão disponível, seu futuro está na sua mão, comece a fazer dele um futuro lindo.


Se fica sufocado em algum momento e coloca o joelho no chão, tudo bem, faz parte, e é o descanso para se levantar de novo, mas jamais um "até aqui".

 

Me conte ali como foi para você mudar seu foco e começar no caminho de desenvolvedor, acredito que temos muito para compartilhar e celebrar.

4
75

Comentários (4)

0
Marllam Ghanbarian

Marllam Ghanbarian

23/03/2021 20:20

Obrigada Gustavo Xavier, estamos pertinho então, conheço bem esse sentimento de "nunca vai chegar a minha vez", sim as vezes achamos que temos vontade mas não a oportunidade certa, se sente muito injusto até entender que tudo fazia parte do caminho de cada um, então achamos aqui, como você falou, vamos que vamos!

0
Gustavo Xavier

Gustavo Xavier

23/03/2021 13:08

Olá Marllam, parabéns pelo artigo, muito bom, principalmente para incentivar pessoas que estão com o sentimento de que nunca vai chegar a minha vez, como é o meu caso.

Que bom saber que estás morando em minha terra Natal. rsrsrs...

Também estou tentando organizar o meu tempo para poder focar em aprender de uma vez por todas uma tecnologia e me especializar, para quem sabe um dia eu consiga o meu tão sonhado emprego remoto. Já adquiri vários cursos em plataformas de cursos online, mas nunca tive animação para terminar nenhum deles exatamente por falta de tempo, pois não poderia me dedicar integralmente aos cursos e deixar minha vida particular de lado, porém, de 2 anos pra cá resolvi "chutar o balde", como diz aqui no Nordeste, e me dedicar integralmente aos estudos da programação. E agora que conhecia a DIO, foi que me incentivou mais ainda a me dedicar integralmente e focar cada vez mais, em busca de realizar mais um sonho da minha vida, que é trabalhar remoto.

Vamos que vamos, com muito foco, força e fé em busca dos nossos sonhos.

Boa sorte.

Abraços.

Gustavo.

0
Marllam Ghanbarian

Marllam Ghanbarian

23/03/2021 10:43

Obrigada @Flávio Silva primeiro pela paciencia de ter lido minhas palavras ultrapassadas :) quando pedi para ouvir suas histórias eu sabia bem que iria me arrepiar lendo, e é incrível como estamos tudos juntos nesse desafío de arranjar o tempo, o foco, achar o caminho, e é bom saber que estamos juntos nos apoiando nisso. Estarei torcendo para que sua meta de estar empregado em Desenvolvimento Android chegue logo. Muita força ali!

0
Flávio Silva

Flávio Silva

23/03/2021 10:27

Oi @Marllam Ghanbarian


Obrigado pela contribuição.


Palavras assim podem motivar pessoas de formas diferentes e cada um é cada um.


No meu caso, até o final do ano passado, eu meio que não tinha foco, eu queria aprender tudo, saber tudo, me interessava por tudo, no final, não focava em nada. Na virada do ano eu decidi que 2021 seria um ano que eu iria focar em uma coisa só. Daí resolvi fazer o bootcamp Kotlin da Everis e em paralelo estou fazendo um outro curso também em desenvolvimento Android mais completo e meu foco esta sendo somente isso.


Já tem pouco mais de um mês que estou focando somente em programação e minha cabeça esta funcionando melhor somente por eu não estar fazendo 100 coisas ao mesmo tempo.


Estou fazendo meditação diariamente e isso também tem me ajudado a ter foco e concentração e diminuir o stress.


Enfim, até o final do ano quero estar empregado na área de desenvolvimento Android trabalhando remotamente de preferência e depois disso, vamos ver o que vai ser.


Abs.


Flávio Silva

None

Brasil